O ZOE é procurado por empresas e entidades públicas. Além de duplicar a autonomia passa a ser possível adquirir as baterias ou trocar a de 22 KhW pela nova de 44 kWh

Designa-se Renault ZOE 40 para se distinguir dos restantes ZOE em comercialização. A diferença principal é a nova bateria capaz de lhe dar uma autonomia de até 400 quilómetros no ciclo NEDC.

Em condições reais de condução, a nova bateria permite-lhe percorrer mais de 300 km em circuitos urbanos e extra-urbanos.

Como provou na apresentação internacional que decorreu em Portugal, após cerca de 90 km de andamento rápido, incluindo cerca de 75 km de autoestrada feitos sempre no limite da velocidade máxima permitida, ainda assinalava uma autonomia para cerca de 130 km.

Este acréscimo de autonomia decorre da instalação de uma nova bateria, que assenta numa na tecnologia ião-lítio de alta densidade energética, capaz de fornecer 41 kWh.

Contudo, a Renault Portugal vai manter em comercialização a versão do ZOE com bateria de 22 kWh, havendo um diferencial de preço de 2.500 euros.

Outra novidade é a possibilidade de poder ser adquirido com as baterias (até agora  só era possível o sistema de aluguer de baterias), encarecendo o Renault ZOE em 7.500 euros.

Isto acontece sobretudo para permitir a sua participação em alguns concursos públicos que envolvem a aquisição total do modelo.

É ainda possível trocar o bateria de 22 kwh pela nova, de 41 kWh, custando esse serviço 3500 euros.

No entanto, mantém-se também a possibilidade de aluguer mensal das baterias, custando 59 ou 69 euros, para uma quilometragem anual de 7.500 km, respetivamente para sistemas de 22 ou 41 kWh.

Este quadro identifica os valores atuais prescritos para a modalidade de aluguer de baterias do Renault ZOE

Estrutura de preços do Renault ZOE

 

Novidades do sistema elétrico do ZOE 40

Com o mesmo tamanho e apenas ligeiramente mais pesada (cerca de 20 kg), esta otimização não acrescenta módulos de energia, antes melhora a química das células da bateria, aumentando a sua densidade energética.

Não implica qualquer impacto na fiabilidade ou na segurança de utilização, nem no ritmo de carregamento, que se mantém idêntico ao da bateria de 22 kWh.

Continua a existir apenas uma tomada dianteira para carregamento do ZOE 40.

Mas com o carregador Caméléon™, adaptável a diferentes postos, 30 minutos, em média, bastam para recuperar uma autonomia de 80 quilómetros na maioria dos postos de carregamento públicos disponíveis na Europa.

Com a funcionalidade “Quick Charge”, 30 minutos, em média, chegam para acrescentar uma autonomia de 120 km.

Desenvolvida em parceria com a LG Chem, a capacidade energética da nova bateria de 41 kWh é ainda maximizada por uma uma gestão eletrónica mais eficiente, que não alterou a potência do conjunto.

Novidades tecnológicas

Sem grandes alterações exteriores ou interiores, salvo novas cores, melhoria da qualidade de alguns revestimentos e novo equipamento ed conforto e som (versão BOSE), o Renault ZOE passa, contudo, a ter novos serviços conectados.

A aplicação smartphone Z.E. já permite comunicar à distância com o ZOE, por exemplo para otimizar o carregamento da bateria do automóvel.

Assim, o utilizador pode, à distância, e em tempo real:

  • consultar o nível de carga, a autonomia restante estimada, o tempo que falta para completar a carga, receber notificações no início e no fim do carregamento;
  • comandar a pré-climatização do habitáculo, o arranque da operação de carregamento ou o calendário de carregamento em função do custo e do balanço de CO2 da eletricidade utilizada.

Mais importante ainda, para completar e simplificar a utilização do ZOE, a Renault criou dois novos serviços gratuitos:

  • Z.E. Trip, para ajudar a localizar os postos de carregamento acessíveis ao público. Vai estar disponível durante o primeiro trimestre de 2017 e é acessível a partir do sistema de navegação Renault R-LINK. Permite selecionar um posto de carregamento e traçar o itinerário direto para essa localização. Indica a disponibilidade, em tempo real, de cada posto de carregamento. Informa sobre o tipo de posto e a sua compatibilidade com o automóvel. Permite selecionar os postos em função da potência ou preparar antecipadamente o trajeto pela internet;
  • Z.E. Pass, que facilita a recarga do ZOE porque permitir pagar um máximo de postos de carregamento diferentes. Disponível durante o primeiro quadrimestre de 2017, depois de concluídos os protocolos com todos os operadores, vai permitir identificar, num smartphone ou tablet, os postos de carregamento acessíveis e comparar preços de carregamentos nos postos situados nas proximidades. Torna possível aceder a um máximo de postos, sem necessidade de multiplicar as assinaturas específicas de cada rede, e pagar o carregamento através da aplicação smartphone dedicada ou com o cartão (de tecnologia RFID).

Durante o primeiro semestre de 2017 vão surgir mais funcionalidades como a “navegação total”, permitindo ao utilizador programar um itinerário pelo smartphone e, em seguida, enviá-lo para o Renault R-LINK.

Desta forma, ao entrar no automóvel, beneficia de imediato de um itinerário automaticamente pré-programado.

Depois de estacionar, o smartphone assume a orientação do sistema de navegação do ZOE e acompanha-o no percurso final ao destino inicialmente indicado.

Esta aplicação permite ainda ao utilizador encontrar facilmente o local onde estacionou o seu ZOE e consultar o histórico dos seus trajetos, em perfeita combinação com o conjunto dos dados do seu computador de bordo.

Diferenças de autonomia do ZOE com carga completa:

Homologação ciclo NEDC Condições reais de utilização trajetos urbanos e extra-urbanos, climas temperados
Bateria Z.E. 40 (41 kWh) 400 km 300 km
Bateria de 22 Kwh 240 km 170 km

Renault, líder no veículo elétrico na Europa

Na Europa, um em cada quatro veículo elétrico é da marca Renault. Os principais mercados são França, Noruega, Reino-Unido e Alemanha.

O Renault ZOE é líder europeu do segmento dos passageiros, enquanto a Kangoo Z.E. lidera o mercado de comerciais ligeiros elétricos.

Este comercial viu também a sua autonomia estendida para mais de 200 km (ciclo NEDC)

Até ao momento, a marca francesa já vendeu mais de 100 mil veículos elétricos em todo o Mundo. As vendas do ZOE correspondem a metade desse valor.