Furgões híbridos plug-in da Ford efetuam testes em Londres

A Ford e a cidade de Londres uniram forças num projecto concebido para contribuir para a melhoria da qualidade do ar da capital inglesa.

Um conjunto de empresas londrinas selecionadas testa um lote de furgões experimentais dotados da tecnologia híbrida plug-in. 

Podendo recorrer apenas à energia eléctrica na maioria dos seus percursos citadinos, estes modelos mostram-se perfeitos para entregas na envolvente urbana.

Em Londres, os veículos comerciais fazem 280 mil trajectos diários, percorrendo cerca de 13 milhões de quilómetros. E 75 % desse tráfego é feito por furgões de mercadorias nos chamados picos de trânsito.

O projecto conta com o apoio da Transport for London e integra um período de testes de 12 meses com 20 novos furgões Transit Custom plug-in hybrid (PHEV).

É ainda financeiramente suportado pelo Centro de Propulsão Avançada, entidade que conta com fundos do Governo do Reino Unido.

A Ford foi a marca nº 1 em vendas de veículos comerciais na Europa em 2016, posição que alcançou pelo segundo ano consecutivo.

A produção em série da Transit Custom plug-in hybrid está agendada para 2019, fazendo da Ford o primeiro fabricante de volume a disponibilizar a tecnologia PHEV neste segmento do mercado dos furgões.

A marca americana está a concentrar o seu dossier VE nas suas áreas mais fortes, sendo a electrificação a mais popular, abrangendo veículos comerciais, pesados e SUVs de elevado volume de produção, bem como modelos de performance, de modo a torná-los ainda mais capazes, produtivos e divertidos de conduzir, acrescendo um claro contributo em termos de eficiência nos consumos.

Agendado para lançamento no próximo Outono, a frota experimental integra-se no compromisso da Ford em colaborar com as grandes urbes de todo o mundo, enfrentando os seus desafios de transporte a nível local, contribuindo para uma mais fácil mobilidade de pessoas e bens.

Vai operar numa utilização diária num cruzamento entre as necessidades dos negócios de diferentes empresas sediadas na cidade, recorrendo a um sistema de telemática Ford que irá recolher dados sobre a performance financeira, operacional e ambiental dos veículos, ajudando a compreender como se podem maximizar os benefícios inerentes aos veículos electrificados.

O desenvolvimento dos 20 veículos experimentais Transit Custom PHEV foi suportado por um fundo no valor de 4,7 milhões de Libras Esterlinas (cerca de 5,4 milhões de Euros), proveniente do Centro de Propulsão Avançada. Os furgões estão a ser desenhados e construídos no Centro Técnico da Ford em Dunton e na Prodrive Advanced Technology, em Banbury (ambos no Reino Unido), contando com um programa de apoio da Revolve Technologies.

A Ford conta apresentar 13 novos veículos electrificados nos próximos cinco anos.

O projecto inclui um SUV totalmente eléctrico, com uma autonomia estimada de pelo menos 480 km, um veículo autónomo híbrido de grande volume, projectado para utilização comercial de viagens por chamada ou em regime de autopartilha, a estrear em 2021 na América do Norte, e também uma versão híbrida do desportivo Mustang.

A Ford conta ainda com um memorando de entendimento com diversos outros construtores automóveis, com vista à criação na Europa da mais potente rede de carregamento para veículos eléctricos.

 

(Visited 50 times, 1 visits today)