Abril 2017: venda carros novos na Europa

A venda de carros ligeiros de passageiros na Europa desceu 6,6% em abril de 2017, em comparação com abril de 2016.

Neste mês foram comercializados 1.191.034 unidades.

Nos primeiros 4 meses de 2017, o número de novas matriculas cresceu 4,7%, totalizando 5.332.854 unidades.

A maioria dos principais mercados quebrou em abril, com o Reino Unido à cabeça da lista: -19,8%.

Segue-se a Alemanha (-8,0%), França (-6,0%) e Itália (-4,6%).

Apenas o mercado espanhol cresceu em abril: mais 1,1%.

De janeiro a abril de 2017, a procura de automóveis de passageiros mantém-se positiva: Itália (+ 8,0%), Espanha (+ 6,1%), Alemanha (+ 2,5%), França (+ 2,0%) e Reino Unido (+ 1,1%).

Portugal beneficiou de uma subida das vendas de carros novos em abril de 2017 (+ 18,2%) face a idêntico período de 2016, fixando as vendas em 21.951  unidades, 14,2% das quais são comerciais ligeiros.

Nos quatro primeiros meses do ano, o nosso país já matriculou 90.489 viaturas ligeiras, correspondendo a um crescimento de 6,4% face a idêntico período de 2016.

Análise às vendas europeias por construtores

Todos os 5 grandes grupos construtores viram descer as suas vendas em abril de 2017.

O grupo Volkswagen mantém a liderança das vendas na Europa mas continua a perder gradualmente quaota de mercado.

Destaque para o bom comportamento da SEAT em abril, a única entre as quatro grandes marcas do grupo alemão que cresceu neste mês (+ 15%) e também está a crescer desde o início de 2017, em comparação com os bons valores que já registou em abril (+ 17,6%).

Apesar das vendas do grupo Renault terem descido em abril, a queda mais acentuada do grupo PSA fez com que a quota de mercado dos dois construtores franceses ficasse mais próxima no final desse mês: 10,1% para o grupo PSA, 9,9% para o grupo Renault.

Entre os 10 maiores fabricantes automóveis, apenas a Toyota viu crescer o número de matriculas em comparação com o mês de abril de 2016.

As vendas do grupo BMW e do grupo Daimler aproximam-se, com o primeiro a quebrar mais nas vendas em abril do que o construtor da Mercedes-Benz.

Apesar de ter um modelo novo, o smart está a ter uma procura inferior a 2016, não ajudando à progressão do grupo Daimler: menos 16,2% em abril, menos 8,2% desde o início do ano.

Fazendo parte do mesmo grupo, Hyundai e Kia tiveram comportamentos distintos em abril: a Kia cresceu 8%, a Hyundai regrediu 10,3%.

Pode descarregar AQUI todas as tabelas.