Continental Pneus continua a crescer em Portugal e mantém liderança no mercado de ligeiros

Em termos de vendas, o ano de 2016 registou o segundo melhor resultado de sempre da Continental Pneus Portugal (CPP) no mercado nacional – cerca de 67.4 milhões de euros -, não obstante ter-se verificado uma ligeira descida de cerca de 6% face a 2015, ano em que a Continental vendeu mais de 71 milhões de euros.

Pedro Teixeira, diretor geral da Continental Pneus, explica esta ligeira descida “pela redução na venda de pneus para equipamento de origem para o nosso principal cliente nacional que se encontra em fase de adaptação de ciclos de produto”.

No tocante ao retalho, a Continental Pneus continuou a forte aposta no desenvolvimento da sua rede de parceiros ContiService, que conta atualmente com 79 pontos de venda e que já permite ter uma representatividade geográfica em Portugal Continental e Ilhas.

“Este projeto reforça a presença da Continental no mercado. Desenvolvemos e apoiamos os nossos parceiros na implementação de ferramentas de negócio adaptadas às suas necessidades, conferindo-lhe maior visibilidade junto do consumidor final e potenciando a dinamização e exploração do seu negócio”, destaca Pedro Teixeira.

Os fatores decisivos para o sucesso da empresa no mercado nacional foram, segundo o responsável pela empresa, “o empenho e a dedicação da equipa; a coerência na estratégia da presença ativa nos diferentes canais de venda em toda a cadeia de negócio, com vista a dar continuidade à criação de valor acrescentado para todos os intervenientes, com destaque para o consumidor final e para os agentes”, refere Pedro Teixeira.

2016 foi bom para a venda de pneus ligeiros

De acordo com os dados do setor, o ano de 2016 registou um desempenho positivo na venda de pneus ligeiros em Portugal, face a 2015, na ordem dos 4,6%.

Entre 2012 e 2016 registou-se um crescimento de 38% na venda de pneus desta categoria. As segundas marcas têm aumentado o seu peso e grau de importância no volume total de vendas, alcançando em 2016, praticamente o mesmo peso das marcas premium.

De destacar a evolução nos últimos anos da venda de pneus com jante igual ou superior a 17” (UHP – Ultra High Performance) que tem vindo a transformar este segmento numa importante fatia de negócio para todas as marcas a operar em Portugal.

Os pneus UHP representaram em 2016 mais de 29% do mercado total de ligeiros em Portugal. De referir que a Continental lidera também a venda deste segmento em Portugal.

Para Pedro Teixeira “o mercado de pneus em Portugal encontra-se num estágio de maturidade e estabilização no que respeita ao seu volume acompanhado por um aumento contínuo de operadores”, explica.

 

Perspetivas para 2017

Tendo em conta o crescimento acentuado verificado nos últimos quatro anos no mercado de pneus ligeiros e pesados – 38% e 18,5% respetivamente – e tendo em conta os indicadores que a empresa dispõe, a Continental espera um crescimento de cerca de 1,5% em ligeiros e pesados. Contudo, no que se refere ao mercado de ligeiros, o crescimento do segmento UHP (Ultra High Performance – jantes 17” ou superiores) espera-se que seja mais acelerado.

No mercado de ligeiros, a Continental mantém para 2017 como principal objetivo a consolidação da sua posição de liderança no mercado nacional. “Apresentamo-nos ao mercado com uma solução diferenciada e equilibrada para cada tipo de canal de distribuição – distribuidores, retalho, concessionários autocenters e redes -. Queremos continuar a ser o parceiro de referência no mercado”, adianta o Diretor Geral da Continental Pneus

Outra aposta para 2017, a par com a consolidação da actual posição de liderança, passa pelo crescimento estruturado da rede ContiService que conta atualmente com 79 pontos de venda. “Queremos ser a referência nacional para qualquer retalhista de pneus que procure um conceito que lhe proporcione soluções com valor acrescentado”, refere o responsável pela Continental.