Maio 2017: venda carros novos na Europa

A venda de carros ligeiros de passageiros na Europa aumentou 7,6% em maio de 2017, em comparação com o mesmo mês de 2016.

Neste mês foram comercializados a 1.386.818 unidades, quase mais 200 mil unidades do que no mês anterior (1.191.034 unidades).

Nos primeiros 5 meses de 2017, o número de novas matriculas cresceu 5,3%, totalizando 6.719.209 (6.383.926 de janeiro a maio de 2016).

A totalidade dos mercado subiu em maio, com excepção do Reino Unido que voltou a quebrar em maio: menos 8,5 (tinha descido 19,8% em Abril).

Os restantes cinco grandes mercados tiveram valores positivos: Alemanha (+ 12,9%), Espanha (+ 11,2%), França (+ 8,9%) e Itália (+ 8,2%).

De janeiro a maio de 2017, a procura de automóveis de passageiros mantém-se positiva, mais uma vez com excepção do Reino Unido que desce (-0,6%). Os restantes grandes mercados cresceram:  Itália (+ 8,1%), Espanha (+ 7,3%), Alemanha (+ 4,7%) e França (+ 3,3%).

Portugal teve Maio como um dos melhores meses para o mercado automóvel até à data,  ao conhecer nova subida: mais 13,7% face ao mesmo mês de 2016, fixando-se nas 26.770 unidades.

Depois do recorde de março (quase 30 mil novas matriculas), foi o segundo mês mais forte das vendas automóveis em Portugal, com o rent-a-car a ser um dos principais responsáveis deste crescimento.

Nos primeiros cinco meses do ano, já foram matriculadas 117.259 viaturas ligeiras em Portugal, a que corresponde um crescimento de 8% face a idêntico período de 2016.

Análise às vendas por construtores na Europa

Todos os 5 grandes grupos construtores viram crescer as suas vendas em maio de 2017.

O principal facto a destacar é que em maio de 2017, o grupo Volkswagen volta a recuperar quota de mercado face ao mesmo período do ano anterior. Todas as marcas do grupo alemão subiram as vendas neste mês.

Apesar de continuar a manter a liderança de vendas na Europa, continua a perder gradualmente quota de mercado, com a SEAT a ser a marca do grupo, a única entre as quatro maiores, a revelar o maior crescimento percentual (+ 16,7%).

O grupo PSA, o segundo maior em termos europeus, recupera terreno face ao grupo Renault, o terceiro na tabela.

Contudo, o grupo PSA perdeu quota de mercado em maio de 2017 (10,7% em maio de 2016, 10,5% em maio de 2017), acumulando uma descida desde janeiro de 2017 (10,7% nos primeiros 5 meses de 2016, 10,4% nos primeiros 5 meses de 2017).

O grupo Renault recuperou quota de mercado, graças a um forte crescimento da Dacia em maio de 2017, mas também devido ao facto da Renault ter sido a segunda marca em termos de vendas, logo a seguir à Volkswagen.

Entre os 10 maiores fabricantes automóveis, apenas a Opel viu descer o número de matriculas em comparação com o mês de maio de 2016.

As vendas do grupo BMW e do grupo Daimler aproximam-se, com o primeiro a crescer menos em maio de 2017, do que o construtor da Mercedes-Benz. Apesar da quebra da smart, em maio de 2017, a marca da estrela vendeu mais 10 mil unidades do que a BMW.

Destaque para a boa performance da Toyota, que recupera quota de mercado (+ 17,6% em maio de 2017, + 19,2% nos primeiros 5 meses de 2017) e, em sentido contrário, para o grupo Jaguar/Land Rover, que quebra nas vendas provavelmente por efeitos da descida das vendas automóveis no Reino Unido.

Pode descarregar AQUI todas as tabelas.