Incadea: mais que um DMS

A entrada em cena da Cox Automotive trouxe um novo fôlego ao Incadea, que agora passa a ter o seu produto integrado com outros do grupo

O Incadea é um dos DMS (Dealer Managment System) mais conhecidos do mercado e aposta agora numa nova vida, com a possibilidade de integrar outros serviços do universo Cox Automotive.

Assim, de apenas um software para gerir a distribuição automóvel, vai passar a um conjunto de serviços todos eles relacionados com o negócio.

“Vamos começar a incorporar as ideias e conceitos que já vemos implementadas pelo grupo nos EUA”, diz Fernando Palma, diretor do Incadea, em entrevista à edição de junho da Fleet Magazine.

“Vai existir uma lógica integrada de serviços, deixando de ser um produto informático. Por exemplo, um cliente que tenha Incadea e faça uma retoma de um carro pode receber o valor desse carro diretamente, mesmo que este tenha vindo do KBB (ver no final do texto). Ou pode ter uma oferta de valor imediato pela compra do carro que pode estar acordada pela Manheim”.

O produto deixa assim de ser um programa onde se vai fazer faturas e passa a ser um produto com serviços associados.

Nos EUA, de onde o grupo é originário, é já possível até fazer serviços de financiamento direto ou transportes e seguros.

Este é um projeto iniciado em Portugal, devido às condições únicas que aqui se podem desenvolver.

“É um país interessante para fazer testes de conceito e ao mesmo tempo um mercado muito competitivo”, diz Fernando Palma.

“Para sobreviver, as empresas aqui têm que ser um pouco melhores. A Cox decidiu fazer uma experiência a nível internacional, de integração dos novos produtos, que vai começar por ser aqui. Em Portugal, vamos ver em primeira mão este mundo da Cox a chegar”.

Já existem alguns acordos com importadores para a utilização deste serviço.

A Volvo, por exemplo, é um dos utilizadores do Incadea.

Por todo o mundo, as marcas vão tendo o Incadea recomendado.

“O que se está agora a notar no mercado automóvel é de saber se as empresas têm um DMS adequado”, diz o diretor.

“Alguns grupos querem uma coisa diferente do que aquilo que têm. Já não é só ter o DMS, é ter uma ferramenta mais à frente. E começam até a aparecer clientes que pretendem utilizar o nosso DMS independentemente da marca. Começa a existir curiosidade e o que eles vêm é um produto completamente diferente do que está no mercado”.

Integração com Dynamics da Microsoft

Um dos pontos fortes do Incadea é o facto de ser um sistema baseado num ERP de mercado, o Dynamics da Microsoft.

O cliente pode contar com as funcionalidades de ERP para a gestão comum de uma empresa, como contabilidade, faturação ou gestão de stocks.

Tendo em conta que o produto da Microsoft é líder de mercado, o cliente da Incadea tem o mesmo produto que a maior parte das empresas portuguesas utilizam, independentemente da área.

O Dynamics tem uma consistência trazida por mais de 110 mil empresas nacionais que aportam valor ao produto e cujos imputs ficam disponíveis nas versões que vão sendo atualizadas.

Do lado do Incadea, a vantagem é trazer um produto que trabalha em qualquer empresa e que, neste caso, está adaptado para o mercado automóvel.

A presença comercial do Incadea vai assim notar-se cada vez mais. “Primeiro, há uma grande linha de atuação, que é a Incadea com as recomendações a nível mundial de muitos fabricantes”, explica Fernando Palma.

Em Portugal, existe o caso da Volvo, que recomenda a Modix, a empresa de soluções de marketing digital do grupo.

Localmente, o trabalho do Incadea é reforçar a ligação do importador com todos os clientes dele (e.g. os concessionários).

“A outra parte é mostrar ao mercado que, mais do que um fornecedor de software DMS como somos conhecidos, passamos a ser um fornecedor de serviços para o mercado automóvel de forma global”, diz Palma.

“Aquilo que esperamos é atuar com os nossos clientes, que começam a aparecer, e estar presentes em várias áreas. E de uma forma mais integrada. Apesar de ter equipas comerciais distintas, vamos ter uma coordenação global. Vai ser muito comum numa visita comercial da Modix, estar também uma pessoa da Incadea”.

O universo Cox Automotive

Com 33 mil colaboradores e presença global em mais de 40 mil concessionários, a Cox Automotive Inc. está a transformar a forma como se compram, vendem e possuem carros, com soluções em marketing digital, software, finanças, global e comércio eletrónico para consumidores, distribuidores, fabricantes e todo o ecossistema automóvel global.

Em Portugal, são estas as suas marcas:

  • Manheim Portugal: remarketing automóvel, com leilões físicos de veículos e vendas online;
  • Kelley Blue Book Portugal: ferramenta de avaliação de veículos novos e usados, lançada em Portugal no início de 2017 (foi o primeiro passo da marca Kelley Blue Book fora dos EUA)
  • Incadea: soluções e serviços de software na indústria automóvel global e de retalho, incluindo as soluções DMS e CRM
  • Modix: soluções de marketing digital e vendas online para fabricantes e concessionários;
  • RMS Automotive: gestão de portfólio de veículos em tempo real
  • Xtime: solução de retenção de clientes para a indústria automóvel.