Crédito cresce impulsionado pelo setor automóvel

credito automovel_fleetmagazine_ptO crescimento de 17,2% % do crédito concedido em agosto de 2017 pelos associados da ASFAC – Associação de Instituições de Crédito Especializado – é responsabilidade do crescimento do comércio automóvel em Portugal, mostram os dados revelados por esta associação.

O “aumento foi impulsionado, entre outras rúbricas, pelo crescimento, de 7,6%, do crédito stock. Este tipo de financiamento, concedido a fornecedores (na sua maioria stands de automóveis) para a reposição de stocks, representa já 37,4% dos montantes emprestados”, refere o comunicado.

No total, o crédito concedido pelos seus associados totalizou 697.821 milhões de euros.

O crédito clássico concedido a particulares subiu 29,9% e totalizou cerca de 258 milhões de euros, sensivelmente 37 % dos empréstimos concedidos.

Este quadro mostra que em agosto, o crédito clássico continuou a ser dirigido maioritariamente para a aquisição de meios de transporte (69,7%), atingindo cerca de 190 milhões de euros.

Os automóveis ligeiros de passageiros usados representaram 68,2% dos meios de transportes financiados, mais 31,5% face a agosto do ano passado.

As viaturas ligeiras de passageiros novas representaram 25,5% dos meios de transporte financiados, com um incremento neste oitavo mês do ano de 14,8% comparando com o período homólogo.

A elevada subida do número de contratos celebrados pelas empresas em agosto (40,3%) pode ser explicado pelo aumento do turismo, nomeadamente palas aquisições de viaturas por parte das empresas de rent-a-car, explica a ASFAC.

Neste mês, mas entre os particulares, o valor médio de contrato mais elevado ascende a 15.490 euros para ligeiros de passageiros novo e é de 12.770 euros para os usados.

Nos veículos comerciais financiados a particulares, os valores médios de contrato para novos e usados ascendem a 15.490 e 12.770 euros, respetivamente.

No caso do financiamento a empresas, o valor médio de contrato mais elevado corresponde às viaturas ligeiras de passageiros novas, com um total de 18.860 euros.

O valor diminui para 16.520 no caso dos usados.

Já nos veículos comerciais ligeiros novos e usados, os valores situam-se entre 17.360 e os 10.650 euros, respetivamente.

(Visited 61 times, 1 visits today)