Setembro 2017: vendas automóveis abrandam mas mercado fica próximo dos 200 mil

As vendas automóveis em setembro deixaram o comércio de veículos ligeiros novos perto das 200 mil carros desde janeiro.

De facto, ao matricular 17 805 veículos ligeiros neste mês, o acumulado de 2017 atingiu as 198.681 unidades.

Mas como a Fleet Magazine vem antecipando, as vendas de carros novos em Portugal estão a revelar sinais de abrandamento e, em setembro, cresceu abaixo da média acumulada do mercado.

No global, o mercado de ligeiros aumentou 5,1% em setembro, contra 8,3% no total desde janeiro.

Setembro recuperou apenas 3.391 unidades em relação a agosto, o mês mais fraco de 2017 e pouco mais de 200 unidades em relação às vendas de janeiro de 2017.

Perspetiva-se que este abaixamento do ritmo de vendas possa fazer o mercado manter os valores de 2016 ou apresentar um crescimento modesto e na linha das previsões moderadas da ACAP no início do ano (2 a 3%).

Entre os ligeiros, os modelos comerciais contrariaram a tendência dos últimos meses e cresceram apenas 0.2%, face aos 6,1% dos modelos de passageiros.

Por marcas, estes são os factos que merecem destaque:

  • No pódio, a novidade é o facto dos números da Mercedes-Benz terem ultrapassado as da Volkswagen e das vendas da Renault, em setembro, terem regredido face ao ano anterior;
  • Apesar disso, no topo da tabela, a Renault é a marca que apresenta uma taxa de crescimento mais elevada desde o inicio do ano: 16,5%
  • FIAT e Opel revelkam crescimento percentual expressivo em setembro (25% e 22,8%, respetivamente), com ambas a recuperarem quota de mercado, sobretudo no caso da marca italiana;
  • A variação positiva da Kia (31,8 %) permitiu-lhe também ultrapassar a barreiras das 4000 unidades matriculadas desde janeiro;
  • As três marcas francesas conservam o topo da tabela de comerciais, mas todas apresentaram uma variação percentual negativa em setembro. Desde lote, a Renault é quem menos está a crescer desde janeiro, apenas 0,6%;
  • No mercado de comerciais, entre as dez primeiras marcas, as maiores taxas de crescimento cabem à Mitsubishi/Fuso (42,7%), Toyota (40,1%), Opel (27,4%), Mercedes-Benz (20,7%) e Fiat (19,7%);
  • Ainda que com uma expressão numérica mais limitada, a Hyundai prossegue a sua expansão no segmento dos comerciais: cresceu 2500% em setembro e, desde janeiro, já subiu 319,6 %!;

Pode descarregar AQUI as tabelas de matrículas de setembro de 2017 disponibilizadas pela ACAP.

(Visited 272 times, 1 visits today)