Grupo Volkswagen e Google trabalham juntas em computadores quânticos

O Grupo Volkswagen e a Google anunciaram uma cooperação abrangente em R&D no campo da computação quântica durante a conferência de tecnologia “Web Summit 2017”.

As duas empresas irão explorar autilização dos computadores quânticos em conjunto, com o objetivo de desenvolver conhecimento especializado e realizar pesquisas com finalidades práticas.

Especialistas nos Centros de Tecnologia da Informação da Volkswagen (laboratórios TI) em São Francisco e Munique desenvolverão algoritmos, simulações e otimizações em conjunto com os especialistas da Google.

Realizarão este trabalho utilizando o computador universal quântico da Google.

Esta arquitetura é adequada para muitas operações de computação experimental.

O Grupo Volkswagen IT pretende explorar o potencial desse computador quântico em várias e diferentes áreas.

No primeiro projeto, os especialistas da  Volkswagen estão a trabalhar no desenvolvimento adicional da otimização do tráfego.

Estão a trabalhar em projetos de R&D que já foram concluídos com sucesso e agora querem considerar variáveis adicionais, além de reduzir os tempos de viagem.

Estes incluem sistemas de orientação de trânsito urbano, estações de carregamento elétrico disponíveis ou lugares vagos de estacionamento.

Num segundo projeto, os especialistas da Volkswagen visam simular e otimizar a estrutura de baterias de elevado desempenho para veículos elétricos e outros materiais.

Os especialistas em pesquisa e desenvolvimento do Grupo Volkswagen esperam que esta abordagem ofereça novas informações para a construção de veículos e pesquisa de baterias.

Um terceiro projeto diz respeito ao desenvolvimento de novos processos de aprendizagem de máquinas.

Tal aprendizagem é uma tecnologia chave para o desenvolvimento de sistemas avançados de inteligência artificial, que são um pré-requisito para a condução autónoma.

Os computadores quânticos podem resolver determinadas tarefas altamente complexas, consideravelmente mais rápidas do que acontece em super computadores convencionais.

Martin Hofmann, Diretor de Informações do Grupo Volkswagen, destaca:

“A tecnologia de computação quântica abre novas dimensões e representa a via rápida para tópicos orientados para o futuro. Na Volkswagen queremos estar entre os primeiros a usar a computação quântica para processos corporativos logo que esta tecnologia esteja comercialmente disponível. Graças à nossa cooperação com a Google, damos um passo importante nesse sentido”.

Hartmut Neven, diretor do Google Quantum Artificial Intelligence Laboratory, comenta:

“A Volkswagen tem uma grande experiência na resolução de importantes problemas de engenharia no mundo real e é uma honra para nós colaborar com eles pois a computação quântica pode fazer a diferença na indústria automóvel.”

O Grupo Volkswagen é o primeiro construtor automóvel do mundo a trabalhar de forma intensa na tecnologia de computação quântica.

Em março de 2017, a Volkswagen anunciou o seu primeiro projeto de pesquisa bem-sucedido concluído num computador quântico: uma otimização do fluxo de tráfego para 10.000 táxis na capital chinesa, em Pequim.