Ford Transit Custom com versão híbrida plug-in

A necessidade de conter as emissões na gama, mas também de oferecer um veículo com capacidade de carga e capaz de poder circular em zonas urbanas onde só é permitido aceder em modo elétrico, levou o construtor a conceber uma versão híbrida plug-in para o renovado Ford Transit Custom.

Esta versão PHEV recorre ao motor a gasolina 1.0 Ecoboost e tem uma autonomia elétrica anunciada para 50 km.

A lançar em 2019, a Ford reivindica emissões CO2 de 0 g/km, ao anunciar o motor 1.0 como extensor de autonomia.

Este modelo faz parte de um projecto para a cidade de Londres, que integra um período de testes de 12 meses com 20 furgões Transit Custom plug-in hybrid.

Mas já a partir de Fevereiro de 2018 os clientes portugueses podem contar com a versão renovada do comercial de 1 tonelada da Ford.

A nova Transit Custom tem por base o modelo anterior, com 86.400 unidades vendidas no acumulado até Setembro último.

Vem equipada com motor diesel Ford EcoBlue de 2.0 litros e inclui uma nova variante ECOnetic com 148 g/km de emissões de CO2 e uma média de consumos na ordem dos 5,7 l/100 km.

Este bloco foi introduzido na gama em 2016 e está disponível com 105, 130 e 170 cv de potência.

Disponível para o furgão da Série 300 de chassis curto (distância entre eixos), a variante ECOnetic conta com o motor de 105 cv, especificamente calibrado para o efeito e com função Auto-Stop-Start, pneus de baixo atrito, um inovador sistema de Controlo de Aceleração da Ford e um limitador de velocidade fixado nos 100 km/h.

Capacidades e outras especificações do Transit Custom

A nova Transit Custom continua a estar disponível com duas alturas de tejadilho, duas opções de distância entre eixos, pesos brutos de 2,6 a 3,4 toneladas e uma capacidade de carga até aos 1450 kg.

As configurações furgão, kombi e furgão de cabina dupla podem dispor de abertura para alojar objectos de grande comprimento (através de uma escotilha na divisória) e a prateleira integrada no tecto, a qual pode ser fechada sempre que não seja necessária a sua utilização.

Estas são as especificações mais completas da Ford Transit Custom (clicar para descarregar ficheiro)

Reforço da ergonomia e da tecnologia

Novidade são o redesenho da zona frontal, com uma nova grelha e ópticas mais esguias que podem disponibilizar as mais recentes tecnologias de iluminação, como luzes diurnas de LED e potentes faróis Xenon HID.

Já no interior, uma cabina completamente nova disponibiliza mais conforto e funcionalidade, com um painel de instrumentos com base na nova filosofia de design de interiores da Ford estreada no novo Fiesta.

Estas alterações visaram oferecer mais espaços de arrumação e integrar novas soluções de conetividade assentes no sistema SYNC 3 ou MyFord Dock.

Todos os novos ecrãs e painéis de controlo foram projectados para garantir uma maior ergonomia e facilidade de utilização, sendo que os modelos de topo integram um ecrã táctil flutuante de 8 polegadas, a cores, do tipo tablet, associado ao sistema de comunicações e entretenimento SYNC3, que pode ser operado por simples toques ou movimentos de “arrasto”.

O Ford SYNC 3 permite controlar o áudio, a navegação e os smartphones conectados, recorrendo a simples comandos vocais e é compatível com Apple CarPlay e Android Auto™.

Para veículos que não estejam equipados com monitores de 8 ou 4 polegadas, o sistema MyFord Dock, no centro do painel de instrumentos, permite montar, colocar e carregar os smartphones, leitores de MP3 ou sistemas de navegação.

Entradas USB e de corrente de 12 volts estão localizadas na zona de arrumação superior à frente do condutor e junto ao comando da caixa de velocidades, para facilitar o carregamento de dispositivos.

Assistência à condução

A Ford Transit Custom integra mais tecnologia de assistência à condução, alguma da qual se apresenta, pela primeira vez, em veículos comerciai.

É o caso do Assistente de Velocidade Inteligente, que pode ajudar os condutores a não exceder os limites de velocidade ao ajustar automaticamente a velocidade máxima do veículo através da função de Reconhecimento de Sinais de Trânsito.

Este sistema recorre a uma câmara montada no pára-brisas para monitorizar os sinais de trânsito, desacelerando o veículo quando o limite de velocidade é inferior ao da velocidade máxima seleccionada.

A Transit Custom partilha outras ajudas à condução com os mais recentes modelos de passageiros da Ford, nomeadamente o Sistema de Informação de Ângulo Morto com Alerta de Trânsito Cruzado, funções extremamente importantes para os utilizadores de veículos comerciais.

Pode conter também:

  • Assistência de Pré-Colisão com Detecção de Peões
  • Alerta de Mudança de Faixa
  • Alerta do Condutor
  • Luzes de Máximos Automáticas
  • Câmara Traseira
  • Controlo de Velocidade Adaptativo
  • Estabilização ao Vento Lateral

CUSTOMização

Entre as novas dotações tecnológicas inclui-se também a transmissão automática SelectShift de 6 velocidades e um sistema de suspensão traseira pneumática, único entre os modelos do segmento Kombi M1, capaz de manter constante a altura do veículo independentemente do peso transportado.

Há ainda um novo Módulo de Interface Upfitter, que permite às transformações e acessórios montados à posteriori – em pós-venda – aceder aos dados dos sistemas eléctricos do veículo, de forma a que os mesmos possam ser controlados mais eficazmente através da utilização em tempo real dos dados do veículo.

Por fim, no topo da gama da nova Transit Custom encontra-se a versão Sport de 170 cv, com assinatura visual feita com duas faixas decorativas no capot e um kit estético exterior.

Disponível em oito carroçarias e configurações de bancos, incluindo as variantes furgão, kombi e furgão de cabina dupla, ambas de chassis longo e curto, o interior desportivo conta com revestimentos parciais em cabedal Ebony, combinados com novas inserções em tecido e cabedal.

(Visited 59 times, 1 visits today)