Novembro 2017: venda de ligeiros sobem 8,2% em relação a 2016

Depois de já terem crescido no mês de outubro, a venda de carros novos em Portugal voltou a aumentar em novembro de 2017, com forte contributo do segmento dos comerciais ligeiros.

Este sinal revela bem a importância que as compras das empresas estão a assumir em 2017.

O resultado de novembro – 17.629 ligeiros de passageiros (mais 7% face a novembro de 2016) e 3.623 comerciais ligeiros (mais 14,8%) – é o 6.º melhor do ano.

As 21.252 unidades de novembro e 239.035 do acumulado do ano ficam assim distribuidas:

Novembro Janeiro a Novembro
2017 2016 %Var 2017 2016 %Var
Lig Passageiros 17.629 16.483 7% 205.079 190.342 7,7%
Com Ligeiros 3.623 3.157 14,8% 33.956 30.322 12%
Total de Ligeiros 21.252 19.640 8,2% 239.035 220.664 8,3%

No acumulado do ano temos assim um crescimento de 7,7% nos ligeiros de passageiros e de 12% nos comerciais ligeiros.

Por marcas, estes são os factos que merecem destaque:

  • No pódio dos ligeiros de passageiros, o destaque vai para a forte queda (menos 14,4%) da Volkswagen em novembro, apesar de manter a terceira posição no acumulado do ano (com mais 17 unidades do que a Mercedes-Benz);
  • Graças aos comerciais, a Citroën foi terceira marca mais procurada em novembro, logo a seguir à Renault e Peugeot
  • O forte contributo dos ligeiros de passageiros permitiu à Renault destacar-se ainda mais na tabela e assumir uma quota total de mercado de 14,4%, o dobro da terceira classificada, a Volkswagen
  • A Peugeot teve um crescimento percentual forte nos comerciais mas as vendas de ligeiros de passageiros regrediram 1,5% face a novembro de 2016
  • Do Top 10 das mais procuradas nos primeiros 11 meses de 2017 – por ordem decrescente, Renault, Peugeot, Volkswagen, Mercedes-Benz, Citroën, Fiat, Opel, BMW, Nissan, Ford – a Opel foi quem mais cresceu em novembro de 2017 (27,4%) e a Fiat quem mais sobe desde janeiro (18,7%)
  • Em sentido contrário, Volkswagen (-4,9%) e BMW (-0,7%) são as únicas quedas de mercado no acumulado do ano
  • Entre as 20 principais marcas, a Hyundai continua a ser a marca que mais sobe percentualmente (41%), apesar de ter regredido 6,7 % em novembro
  • Graças a uma subida de 29,6 em novembro, a MINI “roubou” o 20.º posto da tabela à Mazda, que reduziu as vendas em 16,6% neste mês
  • No mercado de comerciais constatam-se alguns factos importantes: a Renault, apesar do crescimento das vendas, está a perder quota de mercado para a Peugeot, Fiat, Ford, Opel e Toyota, marcas que aumentaram a sua penetração neste segmento
  • Entre as dez primeiras marcas nos comerciais ligeiros, a maior queda é da Volkswagen (menos 11,2% entre janeiro e novembro de 2017) e a maior subida percentual cabe à Toyota (46,8%).
  • Apesar de um total anual de apenas 265 unidades, a maior subida nos comerciais cabe à Hyundai (239,7%)

Estas são as tabelas de matrículas de novembro de 2017 disponibilizadas pela ACAP

 

(Visited 54 times, 1 visits today)