Mercado de ligeiros de 2017 fica acima das 260 mil unidades

Como a Fleet Magazine antecipou logo em junho, a venda de veículos ligeiros de passageiros totalizou 260 654 unidades, um crescimento de 7,6% face a 2016.

Apesar do resultado de dezembro refletir um abrandamento da procura (apenas mais 0,3% face ao mesmo mês do ano anterior), o crescimento consolidado ao longo do ano permitiu o melhor volume de matrículas desde 2010.

Em Dezembro de 2016 foram matriculados em Portugal mais 21.622 automóveis ligeiros de passageiros, dos quais 4.564 foram versões comerciais.

Aliás, o aumento de 10,4% dos modelos comerciais em 2017 reflete bem a importância das vendas profissionais para este aumento do mercado.

Gestoras de Frota, empresas de Rent-a-Car e clientes profissionais, incluindo ENI, voltaram a ser os grandes animadores do mercado em 2017, tendência que deverá manter-se ao longo de 2018.

Alguns dos contratos estão já assinados e prevêem a entrega de unidades ao longo do próximo ano.

É de prever que o aumento do Turismo em Portugal resulte num aumento das compras por parte das empresas de rent-a-car, assim como de unidades hoteleiras e de outros serviços associados ao sector.

O sobe e desce das marcas em 2017

Renault, Peugeot, Volkswagen, Mercedes-Benz e Citroën foram, por ordem decrescente de valores, as cinco primeiras marcas da tabela de veículos  ligeiros.

Pelo 20.º ano consecutivo, a marca francesa liderou o mercado de ligeiros, tendo ainda sido a marca que vendeu mais carros elétricos em Portugal.

Em 2017, a soma de Renault Zoe, Kangoo EV (860 unidades) superou mesmo a soma de todos os carros elétricos vendidos em Portugal em 2016 (813 unidades).

No que se refere exclusivamente aos ligeiros de passageiros, tudo na mesma em relação a 2016:

  1. Renault
  2. Peugeot
  3. Volkswagen
  4. Mercedes-Benz
  5. BMW

Ainda neste segmento e com excepção da

  • Bentley (150%)
  • Porsche (56,8%)
  • Opel (9,3%)
  • MINI (7,1%),

todas as marcas alemãs ou de grupos automóveis germânicos perderam quota de mercado (7,1%) em Portugal:

  • Volkswagen (-4,5%)
  • Mercedes-Benz (6,3%)
  • BMW (1,9%)
  • Audi (1,2%)
  • Seat (-1%)
  • Smart (3%)
  • Skoda (-20,8%)

Pelo 5.º ano consecutivo, o Renault Clio voltou a ser o modelo mais vendido em Portugal.

Renault, Peugeot, Citroën, Fiat e Ford são as primeiros classificadas da tabela de comerciais ligeiros.

Nenhuma novidade face ao fecho das vendas de 2016, em que estas marcas ocuparam estas mesmas posições.

Notas de maior destaque no Top 10 dos comerciais ligeiros:

  • O retrocesso da Volkswagen (menos 14,5% face ao total do ano anterior)
  • Variações expressivas da Peugeot (14,6%), Fiat (15,5%), Ford (15,5) e, sobretudo, da Toyota (27,3%) e da Iveco (32,7%)
  • O ressurgimento da Hyundai neste segmento (319 viaturas, mais 175%), apesar de partir de uma base baixa (116 unidades em 2016)
  • A marca coreana continua a apresentar um comportamento bastante positivo no que concerne à totalidade do mercado, com um saldo positivo de 43,2% no fecho de 2017

Na totalidade (incluindo pesados de mercadorias e passageiros, o mercado automóvel registou 266.386 unidades, um crescimento de 7,7 % face a 2016.

Descarregue aqui a tabela do mercado automóvel de 2017 compilada pela ACAP – Associação Automóvel de Portugal

 

(Visited 203 times, 1 visits today)