Em 2014, um estudo da consultora Accenture para a Associação Portuguesa de Energia (APE), subordinado ao tema “A Energia em Portugal: Perspetiva de quem a utiliza” revelava que um terço dos particulares e metade das empresas consideravam a possibilidade de adquirirem um veículo elétrico nos próximos dois a três anos.

Três anos volvidos sobre a divulgação desse trabalho, no final de 2017, o conjunto de modelos 100% elétricos e híbridos PHEV ascendeu já às 4.301 unidades, com quase 2% do mercado.

Grande parte da responsabilidade dessa aceitação foi, naturalmente o conjunto de  incentivos atribuídos à sua aquisição e que vigoraram no ano passado em Portugal e que convenceram muitas empresas.

Em 2018, a generalidade dos incentivos fiscais vai manter-se. Nomeadamente aos carros elétricos.

Daí que os carros 100% elétricos devam continuar a ter uma importância acrescida para as empresas que queiram ou sintam necessidade de evoluir para uma frota mais sustentável.

Até porque o reforço da autonomia das propostas mais recentes e a promessa de mais postos de carregamento estão a contribuir para esbater o tradicional receio de quem conduz um carro livre de emissões de CO2.

Para ajudar nessa escolha, estes alguns modelos elétricos presentes no mercado português ou que deverão ser lançados no decorrer de 2018:

  • Renault Zoe40: best-seller da classe, líder de vendas europeu e em Portugal. Em 2018 vai ter uma versão com motor novo e carregamento mais rápido. Autonomia: mais de 200 km.
  • Nissan Leaf: o primogénito entre os modelos de grande produção. Em 2018 vem mais bonito e a nova bateria vai permitir-lhe muito mais autonomia: mais de 200 km.
  • Hyundai Ioniq: o primeiro carro da marca coreana preparado para abrigar três mecânicas eletrificadas. Notável em termos de capacidade e regeneração. Autonomia: mais de 200 km.
  • Volkswagen e-Golf: a marca alemã rende-se aos elétricos e aposta no favorito das empresas para eletrificar-lhes a frota. Autonomia: menos de 200 km mas haverá novidades em breve.
  • BMW i3: outro favorito das empresas. Tem presença, é amigo do ambiente e, em 2018, vai ter mais autonomia. Para já: menos de 200 km.
  • Tesla 3 e Jaguar i-Pace e Audi SUV e-Tron: vão entrar em jogo em 2018 mas num campeonato bem acima, quer em termos de preço, quer na promessa de autonomia: 350 a 500 km.
  • Opel Ampera-E: tem historial na classe e pode vir a ser um grande trunfo da marca, agora PSA, para 2018. Autonomia: mais de 200 km.
  • Kia Niro: já está em Portugal quer em versão híbrida, quer a plug-in. Em 2018 chega o 100% elétrico. Partilha com o Ioniq a plataforma e a mecânica mas a carroçaria tem um estilo mais SUV. Até lá mantém o Soul disponível. Ambos com autonomia inferior a 200 km.
  • Volvo XC4o e: prometido em 2019. Autonomia superior a 200 km.
  • VW ID, Mercedes-Benz EQ, Porsche Mission E. Prometidos em 2019. Oferta Premium com autonomias prometidas entre os 350 e os 500 km