Em fevereiro de 2018, as vendas de automóveis novos de passageiros da UE totalizaram 1.125.397 unidades, mais 4,7% em relação a fevereiro de 2017.

Em termos de volume, são os melhores resultados deste mês desde fevereiro de 2008.

Um valor mesmo assim inferior às 1.253.877 unidades comercializadas em janeiro.

Este crescimento foi inferior ao registado em Portugal neste segmento durante o mesmo período: 10,1%.

Analisando de forma rápida as vendas do mês constata-se:

Os principais mercados continuam a ter comportamentos variáveis:

  • Espanha: 13%
  • Alemanha: 7,4%
  • França:4,3%
  • Reino Unido: – 2,8%
  • Itália: -1,4%

Nos primeiros dois meses o comportamento geral do mercado mostra um crescimento de 5,8%, somando já 2.378.965 unidades.

  • O Reino Unido é quem revela maiores quebras: -5,1%
  • A Espanha é o mercado que mais cresce: 16,4%
  • Alemanha: 9,5%
  • França: 3,4%
  • Itália: 1%

No global, estes 5 grandes mercados representaram 70,3% do total do mercado da UE28: 1.673.379 unidades;

Face ao ano anterior, a Alemanha aumentou o seu peso nas vendas deste segmento: 22,36%, com 531.178
carros ligeiros de passageiros matriculados nos primeiros dois meses de 2018, mais do dobro do número de carros registados em Portugal em todo o ano de 2017.

O grupo Volkswagen continua a recuperar quota de mercado com uma taxa de crescimento mais elevada: 9,3%, com expressão nos aumentos percentuais de todas as marcas, mas sobretudo da SEAT e da Skoda.

Com 581.109 comercializadas, o grupo Volkswagen mantém cerca de cerca de 1/4 das vendas europeias de ligeiros de passageiros (24,4%) na EU28 e regista valores superiores aos das vendas do próprio mercado alemão.

O grupo PSA continua a registar um crescimento homólogo da ordem dos 70,6%, uma vez que ainda não se concluiu um ano sobre a integração da Opel e da Vauxhall.

De notal, contudo, que a importância quantitativa destas duas marcas já é superior à soma das siglas Citroen e DS.

O total das vendas da Renault, Dacia, Lada e, a partir de agora, também Alpine, perfazem 236.619 unidades.

Destaque para a contabilidade da Dacia que já representa mais de 50% das vendas isoladas da marca Renault.

Olhando isoladamente para as marcas, as 5 com maior número de vendas nos primeiros dois meses de 2018 são a Volkswagen, Peugeot, Renault, Ford e Opel/Vauxhall.

Os grupos construtores que seguem na tabela dos 10 mais são FCA, Ford, BMW, Daimler (14,6%), BMW (+10,2%), Toyota e a Hyundai, que está a superar a Nissan graças a um crescimento de 10,8% desde o início do ano.

Esta é a tabela oficial de vendas automóveis na Europa até fevereiro de 2018.