Em 2022, a Nissan quer vender 1 milhão de carros eletrificados anualmente

420

Em 2022, a Nissan estima poder atingir vendas anuais de 1 milhão de automóveis eletrificados, entre modelos elétricos puros ou com a motorização Nissan e-POWER .

O lançamento de um número crescente de automóveis eletrificados, a expansão e evolução de sistemas de condução autónoma e o acelerar da conectividade dos seus automóveis, faz parte do plano de médio prazo Nissan M.O.V.E. 2022, que contempla:

  • Desenvolver oito novos automóveis puramente elétricos, com base no sucesso do novo Nissan LEAF;
  • Lançamento de uma ofensiva de automóveis elétricos na China sob diferentes marcas;
  • Introduzir um mini-veículo “kei” elétrico no Japão;
  • Lançar um crossover elétrico global, inspirado no Nissan IMx;
  • Eletrificar novos modelos da INFINITI a partir do ano fiscal de 2021;
  • Equipar 20 modelos em 20 mercados com tecnologia de condução autónoma;
  • E alcançar 100% de conectividade em todos os novos automóveis Nissan, Infiniti e Datsun vendidos nos principais mercados até ao final do plano.

Philippe Klein, diretor de planeamento da Nissan, explicou que o plano de médio prazo visa impulsionar em 30% a receita anual para 16,5 biliões de ienes (127 mil milhões de euros) até o final do ano fiscal de 2022, ano em que a Nissan também planeia atingir uma margem de lucro operacional de 8% e um fluxo de caixa livre acumulado de 2,5 biliões de ienes (19 mil milhões de euros).

Eletrificação da frota

 

Como parte da estratégia de eletrificação, a Nissan lançará uma ofensiva de produtos na China, liderada por um novo automóvel elétrico do segmento C ainda este ano, utilizando a tecnologia do Nissan LEAF.

A ofensiva do produto também incluirá um EV acessível através da joint-venture da Aliança na China, a eGT New Energy Automotive.

Este novo automóvel elétrico acessível será desenvolvido em conjunto pela Aliança e pela Dongfeng com base numa plataforma de SUV do segmento A.

Mais dois automóveis elétricos estão a ser desenvolvidos sob a marca Venucia.

A Nissan continuará também a expandir sua tecnologia e-POWER, já comercializada no Nissan Note e Nissan Serena no Japão.

Mais de 129.000 Nissan Note e-POWER foram vendidos no Japão no primeiro ano, o que significa que mais de dois terços dos clientes Note optaram pela motorização e-POWER versus as motorizações tradicionais.

A Nissan prevê que os automóveis eletrificados – incluindo automóveis elétricos puros e e-POWER – representarão 40% das vendas da empresa no Japão e na Europa até 2022 e 50% até 2025.

Nos EUA, a expectativa é de 20 a 30% até 2025, enquanto na China as previsões da Nissan apontam para 35 a 40% das vendas.

A INFINITI, a marca de luxo da Nissan, vai acelerar também a tendência de eletrificação, com os novos modelos automóveis elétricos puros ou utilizando a tecnologia e-POWER a partir do ano fiscal de 2021.

Até 2025, a INFINITI espera que os automóveis eletrificados representem 50% de suas vendas globais.

Condução autónoma

Como parte da sua estratégia para sistemas de condução autónoma, a Nissan anunciou planos para implementar a tecnologia ProPILOT em 20 modelos em 20 mercados até 2022.

A empresa espera vender anualmente 1 milhão de automóveis equipados com o seu sistema ProPILOT até 2022.

Em paralelo o sistema Nissan ProPILOT irá evoluir para a condução autónoma em várias faixas e incluir capacidade de navegação até ao destino.

Estas novas funcionalidades serão introduzidas no Japão no âmbito de um projeto piloto dentro de um ano.

Conectividade e serviços de mobilidade

A Redzic anunciou o objetivo de oferecer conectividade para 100% dos automóveis novos da Nissan, INFINITI e Datsun vendidos nos principais mercados, o que será materializado com o lançamento da Alliance Connected Cloud (Nuvem Conectada da Aliança).

A Alliance Connected Cloud permitirá que todas as empresas da Aliança integrem a gestão de dados dos seus automóveis conectados, futuros, atuais e passados, e quer os novos modelos, quer aqueles que já estão na estrada.

Esta nuvem apoiará os serviços de infoentretenimento, bem como um sistema de comunicação único para facilitar as atualizações over the air para todos os automóveis.

A Alliance Connected Cloud fornecerá também a base para a expansão de serviços conectados e de mobilidade da Nissan, incluindo a gestão de automóveis robô e de serviços de táxi.

A Nissan está a testar em condições reais e com o seu parceiro DeNA o primeiro serviço de táxi robô, chamado “Easy Ride”, desde o início deste mês.

Em 2020, a Nissan pretende fornecer serviços comerciais diretamente aos seus clientes.