A reportagem com a corretora Luso-Atlântica publicada na FLEET MAGAZINE de Março de 2015 expôs a questão da previsível necessidade de aumento dos prémios de seguro automóvel em Portugal e Sandra Moás, diretora-coordenadora da Axa Direct Seguros, é da mesma opinião:

“A descida do preço dos combustíveis e o aumento da oferta “low-cost”, o crescimento da venda de veículos e a retoma económica vão causar, a médio prazo, um aumento da sinistralidade em Portugal, provocando uma expectável subida nos prémios de seguro no ramo automóvel”.

A conclusão faz parte de uma dezena de tendências do setor segurador identificadas por Sandra Moás da seguradora Direct (antiga Seguro Directo), no evento Insurance 2015 que debateu a evolução do mercado segurador, modelos e novas oportunidades de negócio.

Apesar da Direct estar orientada para o segmento dos particulares, Sandra Moás admite que a seguradora possa vir a estender a sua atuação a outras áreas de atividade para acompanhar as novas realidades do setor. Nomeadamente novos hábitos de utilização do automóvel, como o car-sharing e o car-pooling, que vão, em sua opinião, levar à criação de produtos e serviços cada vez mais personalizados em função do utilizador e do serviço.

O modo de utilização de novas ferramentas tecnológicas, a sua rentabilidade e a gestão cuidada das mesmas foi outro dos temas tratados na sua apresentação. Se por um lado representam uma oportunidade para melhorar a eficiência e a rentabilidade da atividade seguradora, por outro, constituem um desafio por estimular uma concorrência cada vez mais apertada.

“Em 2014, 51% das pesquisas sobre seguros feitas por utilizadores entre os 18 e os 44 anos iniciaram-se na internet e, destas, mais de 70% foram feitas através de motores de busca”, lembrou Sandra Moás.