venda comerciais europaNo primeiro semestre de 2016 , o mercado de veículos comerciais na Europa cresceu 13,5%, atingindo 1.170.263 unidades.

Itália (30,8%), Espanha (14,0%), França (12,7%), Alemanha (10,4%) e Reino Unido (3,6%)foram os mercados que mais contribuíram para este valor.

No primeiro semestre Portugal matriculou 19.125 unidades comerciais, mais 17,9% em relação ao ano anterior.

Só em junho de 2016, a procura de comerciais novos na UE cresceu 13,3% pelo 18.º mês consecutivo, atingindo 223.519 unidades.

Este crescimento foi sustentado por todos os grandes mercados: Itália (29,9%), Espanha (14,5%), Alemanha (11,3%), França (11,1%) e Reino Unido (2,8%).

Em junho de 2016, Portugal matriculou 3.728 unidades, mais 16,7% em relação ao ano anterior.

No que se refere apenas aos veículos comerciais ligeiros novos até 3,5 toneladas, o número de novas matrículas em junho somou 187.158 unidades, trepando 14,2% em comparação com junho de 2015.

Foi o 34.º mês consecutivo de crescimento neste segmento, com Itália (27,6%), Espanha (17,3%), Alemanha (12,9%) e França (11,3%) a darem um contributo importante para este resultado.

Já o Reino Unido teve um crescimento mais modesto, de apenas 2,7%, fruto, eventualmente, das incertezas quanto ao efeito que o Brexit poderá provocar sobre a economia inglesa.

Neste mês Portugal matriculou 3.253 comerciais ligeiros, mais 16,1%% em relação ao ano anterior.

No total, de janeiro a junho de 2016, um total de 968.791 comerciais ligeiros foram registados na União Europeia, o que representou um aumento de 13,2%.

Mais uma vez, Itália (31,3%), Espanha (13,8%), França (12,4%) e Alemanha (10,9%) apresentaram um crescimento significativamente superior ao registado no Reino Unido, onde a procura só cresceu 3,0%, quando comparado com o 1.º semestre de 2015.

No primeiro semestre Portugal matriculou 16.613 comerciais ligeiros, mais 16,2%% em relação ao ano anterior.