O grupo Société Générale revelou ter a intenção de colocar em bolsa, em 2017, a ALD Automotive, a sua linha de negócio dedicada à gestão de frotas e aluguer operacional de viaturas.

Espera-se que a entrada no mercado de ações da ALD Automotive decorra na segunda metade de 2017.

A intenção do grupo Société Générale é dotar a ALD Automotive de condições que acelerem o seu crescimento e assegurem condições para a locadora assumir um papel ainda mais relevante no domínio dos serviços de mobilidade.

Perante os novos desafios que se adivinham – com os construtores a chamarem para si fatias do negócio automóvel como a locação financeira e diversas soluções de mobilidade – esta entrada no mercado vai conferir à ALD maior flexibilidade, agilidade e visibilidade na sua atuação.

Confere-lhe ainda maior liberdade para estabelecer parcerias ou adquirir startups para crescer em novas oportunidades de negócio.

Para a instituição financeira, a ALD representa também um dos ativos de maior potencial e com sinergias importantes dentro do grupo, tanto no plano comercial como financeiro.

Por isso, a empresa quer manter uma participação controladora sobre a sua subsidiária após a entrada da mesma no mercado bolsista.

A ALD Automotive gere uma frota de cerca de 1,3 veículos a nível mundial e opera em 41 países.

Recorde-se que 2016 foi um ano de recordes para a sua atividade, celebrou o marco histórico de 1,3 milhões de veículos a nível mundial após a aquisição da empresa Parcours.

Os serviços financeiros às empresas onde se inclui a locação de veículos e a gestão de frotas têm sido um dos motores de crescimento da Société Générale, e a entrada em bolsa da ALD vai permitir reforçar ainda mais esse crescimento.