Novo Honda Civic diesel vai servir para chegar às empresas

837

No final de 2018, a Honda quer atingir 1% de quota de mercado em Portugal e, para isso, precisa de entrar mais nas empresas.

Esta intenção foi declarada na apresentação da versão diesel do novo Honda Civic, que assenta numa versão melhorada do excelente motor 1.6 i-DTEC com caixa manual de 6 velocidades. Posteriormente vai estar disponível a caixa automática de nove velocidades.

E para satisfazer as necessidades das empresas, vai existir mesmo uma versão especial com bastante equipamento, exclusiva para clientes profissionais, vendida abaixo dos 25 mil euros.

O novo importador da Honda para Portugal já está a conseguir fazer subir as vendas face a 2017, ano em que assumiu a representação da 4.ª marca mundial no nosso País.

Assim, a sua quota de mercado foi, no final de abril deste ano, de 0,71%, quando era de 0,58% no final do primeiro trimestre de 2017, data a partir da qual tomou a responsabilidade pelas vendas automóveis do construtor japonês.

Igualmente importante para permitir uma melhor penetração nas empresas, o novo Honda CR-V deverá conhecer uma versão híbrida no final deste ano, dando início à total eletrificação da frota da marca.

E em 2019 será a vez do primeiro veículo elétrico urbano iniciar a sua comercialização na Europa.

O que traz de novo o Civic 1.6 i-DTEC?

Atrasada no desenvolvimento de motores a gasóleo, a Honda revelou, no final de 2011, toda a sua capacidade de construtora de excelentes motores com esta unidade de porte médio.

De facto, desde a entrega de binário aos consumos, passando pelo trabalhar suave, este motor é reconhecidamente um dos melhores da sua classe, permitindo um comportamento excelente em modelos tão diferentes quanto o Civic e o SUV CR-V.

Mantendo os mesmos valores de potência e de binário, a revisão operada neste motor visou adaptá-lo às novas regras europeias de emissões e prepará-lo para o cumprimento do exigente ciclo de aferição WLTP.

Trabalhando na redução do atrito para melhorar as emissões de NOx, nomeadamente através do uso de novos pistões em aço forjado (anteriormente em alumínio), para reduzir as perdas de arrefecimento dentro do bloco do motor, mais alterações ativas como ajustes nos injetores, na alimentação e na ação do Turbo permitiram alcançar o propósito de reduzir a produção de emissões.

Um dos pontos-chave desse objetivo passou pela redução do atrito mecânico entre
os pistões e os cilindros, para que, ao gerar menos calor com mais movimento, pudesse ser reduzida a pressão máxima de combustão, com efeitos positivos sobre a eficiência.

Por isso, o bloco de quatro cilindros de 1.597 cm³ mantém os mesmos 120 cv às 4.000 rpm e um binário máximo de 300 Nm logo às 2.000 rpm, conseguindo baixar ligeiramente os consumos.

Assim, as emissões de CO2 (obtidas ao abrigo das condições de teste atualizadas NEDC) são de 91 g/km (Civic Sedan) e 93 g/km (Civic Hatchback), na versão equipada com caixa manual de seis velocidades.

Os valores de consumo em circuito combinado, também ao abrigo das condições de teste atualizadas, são de 3,4 l/100 km (Sedan) e 3,5 l/100 km (Hatchback).

Todos os valores de consumos e de emissões de CO2 estão neste momento sujeitos a homologação final.

Esta é lista completa de Especificações do Honda Civic Diesel

Preços e níveis de equipamento

Em matéria de equipamento, o modelo 1.6 litros i-DTEC Hatchback está disponível em cinco versões: S, Comfort, Elegance, Executive e Executive Premium.

O nível de entrada inclui faróis automáticos, controlo adaptativo da velocidade de cruzeiro e o pack de equipamento de segurança ativa Honda SENSING.

Na versão seguinte – Comfort – acrescenta à versão base bancos dianteiros e espelhos
retrovisores exteriores aquecidos, um sistema áudio com oito altifalantes, jantes de liga leve de 16 polegadas e ar condicionado.

A versão Elegance disponibiliza também o sistema Honda Connect, jantes de liga leve de 17 polegadas, sensores de estacionamento à frente e atrás, câmara traseira de estacionamento e ar condicionado de dupla zona.

A versão de topo do Civic 5 portas é a versão Executive Premium, que acrescenta estofos em pele, grupos ópticos dianteiros em LEDs, sistema de entrada e acesso Smart Keyless, teto de abrir panorâmico com função de inclinação e recuo e sistema áudio premium (11 altifalantes e 465 watts de potência).

A versão Executive está também equipada com o sistema de controlo de amortecedores dinâmicos.

Galeria de imagens