Renting chega à mobilidade Europcar

404

Quando uma rent-a-car já tem todos os serviços e lhe é dada autonomia pela casa-mãe para desenvolver opções de mobilidade para os seus clientes, o que é que acontece?

Uma das opções que a Europcar teve em cima da mesa derivava dos pedidos que os clientes que lhe iam fazendo chegar no seu produto de aluguer de média duração.

No fundo, queriam que a sua fornecedora de viaturas pudesse ter um serviço mais regular e, por isso, com condições contratuais melhores.

Nasceu assim o Europcar Longa Duração, um serviço de renting com seguro, manutenção, pneus ilimitados, viatura de substituição ilimitada, cobertura de recondicionamento no final do contrato e ainda possibilidade de contratação de gestão de combustível e de gestão via verde por períodos até 36 meses.

“Ao longo dos anos, os nossos clientes têm manifestado interesse em ter ofertas para períodos mais longos, mas com a mesma flexibilidade dos alugueres de curta e média duração”, disse Nuno Barjona, Head of Marketing and New Mobility da Europcar Portugal na apresentação do produto.

“O Europcar Longa Duração é a resposta a toda esta procura de maior flexibilidade”.

Os segmentos de destino do renting da Europcar (que há alguns anos já tinha tido uma experiência com aluguer operacional) são essencialmente dois: Particulares e PME.

Nesta fase de lançamento são propostos três modelos a gasolina e cinco modelos a gasóleo, com contratos de 36 meses “tudo incluído”.

A titulo de exemplo, e para o diesel, com IVA incluído:

• Opel Corsa 13Cdti Diesel, 3 anos/140 mil km: 365.99 euros

• Opel Corsa 13Cdti Diesel, 3 anos/ 80 mil km: 305.99 euros

Dado o volume de informação gerada pelo relacionamento com os clientes, a Europcar limitou a oferta a apenas alguns modelos.

A escolha destes dois anteriores resulta de constituírem 80% da procura dos clientes da operadora. Outras ofertas vão surgir brevemente, mas com limitação na escolha dos modelos.

Os LCV chegaram em maio, segmento no qual a empresa deposita muita expectativa.

E, até setembro, poderão chegar viaturas de segmentos superiores.

A Europcar prevê fazer 500 contratos até ao final do primeiro ano de existência deste produto, num universo de 18 mil viaturas geridas por ano.

As empresas poderão vir a ser 70% do total de clientes, mas o esforço de comunicação tem vindo a ser também feito para os particulares.

O produto está a ser gerido por uma equipa própria com nove elementos.

Renting para particulares

O Responsável pelo Marketing e New Mobility em Portugal acrescenta ainda que “enquanto líder de mercado no sector da mobilidade, a Europcar Portugal está atenta às mais recentes tendências neste sector e não poderia deixar de responder, por um lado ao interesse crescente dos clientes particulares por este tipo de serviço e, por outro, à propensão, cada vez maior, entre estes clientes, do ‘pagar para usar’ em detrimento do ‘pagar para ter’, não esquecendo igualmente que a marca Europcar tem uma enorme capacidade de conseguir atrair clientes individuais”.

E conclui que “atualmente, uma grande percentagem do negócio é feita através do digital, outra tendência que tem vindo a aumentar expressivamente e, juntamente com o enriquecimento da nossa oferta de soluções de mobilidade, permite-nos acreditar que o Europcar Longa Duração será um sucesso junto do segmento dos clientes particulares”.

Como fazer diferente?

Os principais fatores diferenciadores que a Europcar aproveitam alguns efeitos de escala do negócio de rent-a-car para acrescentar diferenciação no serviço:

• Viatura de Espera similar à contratada no preço e na categoria, para fazer face ao período entre a encomenda e a entrega da viatura nova;

• Viatura de Substituição ilimitada, por imobilização normal da viatura e de grupo idêntico ao contratado;

• Centros de Atendimento Europcar para receber os clientes que necessitam de serviços de manutenção, em Lisboa, Porto e Faro;

• Flexibilidade na antecipação de contratos.

A mobilidade no grupo Europcar

Por causa dos serviços de mobilidade que o Grupo Europcar tem lançado, o nome alterou para Europcar Mobility Group.

A transformação começou há quatro anos com a entrada em novos segmentos de rent-a-car. O low-cost foi conseguido inicialmente com a Inter Rent e mais tarde com a aquisição da Goldcar. Outros serviços que a empresa de mobilidade lançou são “chauffeur servisse”, car-sharing e car-sharing peer-to-peer.

“Sabemos que a tradicional propriedade de um automóvel já não é uma solução adequada para todos em resultado da evolução tecnológica e inovação digital”, disse na altura da mudança Caroline Parot, CEO do Grupo Europcar Mobility.

“Hoje existem muitas outras soluções inteligentes e economicamente eficientes para nos deslocarmos de um ponto a outro, e é isto que importa verdadeiramente para as pessoas”.

A executiva disse ainda haver uma “clara necessidade” dos fornecedores de mobilidade global simplificarem a vida das pessoas.

“Queremos ser a ‘Empresa de Serviços de Mobilidade’ preferida e oferecer soluções alternativas à propriedade de veículos que sejam atrativas”, acrescentou.