UPS Access Point: levantamento das encomendas fica mais fácil

212

A UPS criou um serviço de “Access Point” nas cidades de Lisboa e do Porto, uma rede de pequenas empresas de bairro, nomeadamente lojas de conveniência, postos de abastecimento ou bancas de jornal, que disponibilizam aos consumidores a possibilidade de ali levantarem encomendas de acordo com a sua conveniência.

Proprietários de pequenos negócios e consumidores finais também podem beneficiar do UPS Access Point para deixar encomendas que serão entregues através da rede de logística global inteligente da UPS, que abrange 220 países e territórios.

A UPS prevê abrir 60 localizações UPS Access Point em Lisboa e no Porto até ao final de 2018.

A UPS conta com mais de 28 mil pontos de acesso em mais de 20 países da Europa e América do Norte.

Tendo iniciado operações em 1993 em Portugal, a UPS conta atualmente com uma equipa de mais de 180 pessoas, uma frota de 130 carrinhas de transporte, dois centros em Lisboa e no Porto e sete balcões de atendimento em todo o país.

“No ano em que celebramos o 25º aniversário da UPS em Portugal, é com grande entusiasmo que lançamos o novo serviço. Este é um país com um histórico de comércio muito rico, tem sido um prazer apoiar empresas de todos os tamanhos e ajudá-las na ligação à nossa rede logística global inteligente no último quarto de século”, declarou Fernando Falcón, Diretor Geral da UPS Portugal e Espanha.

“A nossa nova oferta UPS Access Point em Portugal permite ainda mais opções aos clientes, conveniência e controlo das suas encomendas, numa altura em que a economia portuguesa e o comércio eletrónico continuam a crescer.”

Este investimento em Portugal integra o valor de dois mil milhões de dólares alocados pela empresa à sua rede e infraestrutura na Europa até 2019.

A UPS está a meio dum grande processo de transformação, o maior realizado nas últimas décadas, com prioridade a ser dada aos recursos, os investimentos pretendem dar cumprimento à estratégia e proporcionar, a longo prazo, retorno para os acionistas.

No início de 2017, a empresa anunciou planos para proceder a atualizações da sua rede logística global inteligente, aumentando a capacidade e a eficiência através de processos de última geração, tecnologia de informação e automação.