A proposta de Orçamento do Estado para 2019 entregue para discussão na Assembleia da República contém um conjunto de previsões de receitas fiscais para o próximo ano diretamente relacionadas com o automóvel.

Parte do aumento previsto de outras rubricas dever-se-à ainda ao aumento previsto da atividade automóvel.

As mais importantes são:

ISV: +2,3% – 802,9 milhões de euros, mais 18 milhões de euros (784,8 milhões estimados em 2018).

IUC +9,1% – 394,5 milhões de euros, mais 33 milhões de euros (361,6 milhões estimados em 2018)

E ainda parte de:

ISP mais 211 milhões de euros maioritariamente justificada pela evolução da taxa de carbono: 3 643,1 milhões de euros (3 431,7 milhões em 2018).

O adicional ao ISP deverá manter-se inalterado: 0,007 euros por litro para a gasolina e 0,0035 euros por litro para o gasóleo rodoviário e o gasóleo colorido e marcado.

O aumento das receitas previstas para outros impostos terão também uma forte participação da componente automóvel: IVA (aquisição de viatura e serviços associados, combustíveis, portagens, estacionamento, etc.) e em sede de IRC, por exemplo.