Frota grupo Inforphone: mais de metade da frota é elétrica

755

Discretamente, em torno do parque automóvel do grupo Inforphone estão distribuídas quase uma vintena de tomadas elétricas que servem para abastecer mais de metade da frota da empresa.

Os carros mais recentes são dez Hyundai Ioniq Electric, que se juntam a um Renault ZOE e a um Nissan Leaf, todos ligados a simples tomadas de corrente elétrica através do carregador próprio de cada viatura.

Não há wallbox, portanto.

Próximo, há ainda um Porsche Panamera Hybrid utilizado pelo CEO do Grupo.

Para complementar uma frota tão eficiente, chegaram recentemente nove VW Caddy com motor a gasolina/GNC, afetas às áreas de engenharia de projeto e implementação e ainda uma para servir como viatura de ‘pool’.

Ana Guilherme tem a gestão da frota há cerca de um ano, em parceria com Tiago Ramos, CEO do Grupo Inforphone. Acumula essa responsabilidade com a direção administrativa e o marketing, de que é licenciada pelo ISLA.

E é o facto de serem viaturas em circulação constante por uma área bastante abrangente que permite rentabilizar os 700 km de autonomia média com o uso exclusivo de gás natural.

“Apesar de não existirem muitos postos de abastecimento de GNC, esse facto foi considerado na aquisição das viaturas. Por isso, nas rotas das equipas existe sempre um posto de abastecimento por perto”, explica Ana Guilherme que, além da direção administrativa e do marketing, acumula a gestão de frota.

Recorde-se que a área da Grande Lisboa só pode contar ainda com dois postos públicos, ambos da DouroGás: um em S. João da Talha e outro no Carregado.

“Já as viaturas elétricas são habitualmente carregadas nas instalações do grupo. Mas quando estão em deslocações, carregam nos postos Mobi.e e o tempo de carregamento e é sempre previsto no percurso que terão que fazer”.

Frota distribuída por três empresas

O Grupo Inforphone é constituído por três empresas: a Inforphone, empresa que presta serviços de projeto de engenharia e implementação em telecomunicações, a Wavelan, empresa que comercializa material para fibra ótica e sistemas de comunicação, equipamento de redes (LAN), áudio e vídeo e a Inphtech, empresa que vende portáteis de marca própria, à medida do desejo ou das necessidades dos clientes.

É por estas empresas que estão distribuídas as 23 unidades da frota automóvel, servindo da área diretiva e comercial à operacional, incluindo a única “diesel” do lote, uma Iveco para tarefas logísticas.

“Se a decisão ou a seleção ao nível dos comerciais foi de certa forma fácil, porque a VW Caddy é o único modelo a GNC com as estas dimensões, no que diz respeito aos elétricos a escolha foi feita com base na maior eficiência, já que o nível de coeficiente de atrito do Hyundai é o melhor do mercado”, refere Tiago Ramos, o CEO do grupo.

“Prova disso é que este Ioniq, com bateria de 28 KWh, percorre facilmente 220 km e nós podemos atestar isso, além de que temos experiência de elétricos no grupo, pelo menos desde 2014”.

Já quando à Volkswagen Caddy a opção recaiu na versão Maxi. Além da maior capacidade de carga é também a que possui tanques de GNC maiores, logo a que disponibiliza maior autonomia com uso deste combustível.

Com a reserva adicional de um depósito de 13 litros para gasolina. Com uma frota tão orientada para a eficiência, segue-se agora a política de sensibilização e responsabilização do seu uso.

Algo que, diz Ana Guilherme, pode arrancar em breve, uma vez que ficou concluída a entrega de todas as aquisições previstas para este ano.

B.I. da frota:

  • Dimensão da frota: 23 viaturas, incluindo 1 unidade Iveco ligeira de mercadorias (a única com motor a gasóleo)
  • Restante frota: Hyundai Ioniq Electric, VW Caddy Maxi GNC, Porsche Panamera E-Hybrid Plug-in, Renault ZOE e Nissan Leaf;
  • Idade média da frota: totalmente renovada em 2018;
  • Modelo de aquisição: AOV a 48 meses nas viaturas elétricas e a GNC. Engloba manutenção e pneus ilimitados;
  • Gestora: Leaseplan;
  • Georeferenciação: Inosat nas viaturas a GNC e Cartrack nos veículos elétricos;
  • Política de condução segura e eco responsável: a desenvolver assim que forem entregues todas as aquisições de 2018;
  • Decoração: na totalidade da frota.