2019: Mercado automóvel em 2019 vai estagnar, diz a ACEA. Brexit, WLTP e EUA são algumas causas

273

Na conferência de balanço anual dirigida por Carlos Tavares, enquanto presidente da ACEA, foi traçada uma previsão de estabilidade das vendas automóveis na Europa em 2019.

Algumas razões para essa estabilidade são as consequências do Brexit e ainda o apertar das regras de emissões.

Por isso, na previsão das vendas de automóveis na UE para 2019, a ACEA espera, na melhor das hipóteses, um mercado automóvel estável na UE, com uma taxa de crescimento inferior a 1%.

“Teremos de nos esforçar ao máximo para salvaguardar a competitividade da nossa indústria, tendo em conta alguns dos principais desafios que temos pela frente”, afirmou Carlos Tavares.

“Desafios que incluem atender às rígidas metas de CO2 – tanto para 2020 quanto para as recém-acordadas metas pós-2020 -, a perspectiva de um Brexit sem compromisso e a sempre presente ameaça de tarifas sobre as exportações de carros para os EUA”.

Carlos Tavares reforçou a ideia de que o declínio das vendas de diesel – compensadas sobretudo por um aumento nas vendas de carros a gasolina  -, é a razão principal do aumento das emissões de CO2 dos carros novos na Europa.

Respondendo a uma questão de um jornalista, o presidente da ACEA lembrou que a necessidade do mercado precisar de absorver massivamente carros elétricos e outros veículos movidos a energia alternativa, para os construtores poderem cumprir as futuras metas de CO2, não é viável nas actuais condições.

Além disso, números recentes mostram que apenas 2% de todos os carros novos vendidos em 2018 foram carregados eletricamente, e isso devido à acessibilidade ainda muito escassa que esses carros têm a infra-estruturas de recarga e reabastecimento.

“Num esforço para tornar essas ambiciosas reduções de CO2 viáveis, estamos exigindo aos formuladores dessas políticas que garantam condições, nomeadamente fazendo os tão necessários investimentos em infraestrutura”, frisou Carlos Tavares.

Pode acompanhar estes e outros assuntos no vídeo que se segue.

A ACEA representa os 15 principais construtores automóveis sediados na Europa (BMW Group, CNH Industrial, DAF Trucks, Daimler, Fiat Chrysler Automobiles, Ford Europa, Honda Motor Europa, Hyundai Motor Europe, Jaguar Land Rover, Grupo PSA. , Renault Group, Toyota Motor Europa, Volkswagen Group, Volvo Cars e Volvo Group).

2018: mercado europeu de ligeiros de passageiros estabilizou