Empresas como a Brisa ou a Vodafone já contam com o Ford Focus nas suas frotas. O modelo tem sido sempre um dos preferenciais nas frotas, aparecendo como alternativa aos líderes deste segmento Mégane e Golf.

As suas maiores vantagens são a qualidade de construção e o conjunto motor/chassis, onde não deixa nada a dever a outras ofertas do seu segmento. Bons materiais no interior e uma sensação de espaço considerável, vêm apenas acrescentar valor ao Focus.

A experiência da FLEET MAGAZINE com este modelo veio mostrar que o Focus mantém todos os seus predicados de anteriores gerações, alguns deles até melhorados, como sejam o comportamento em curva.

A tecnologia está, como sempre, presente neste modelo, sobretudo no que concerne à segurança, onde os custos indiretos com a frota podem ser significativos.

Nos dispositivos de segurança, existem então tecnologias de reconhecimento e adaptação da velocidade aos limites legais, sistemas de iluminação preditivos e adaptativos, bem como diversos assistentes de deteção de peões ou ciclistas, de manobras evasivas, de ângulo morto, etc., com capacidade para atuar sobre a direção e sobre o circuito de travagem.

O Assistente de Pré-Colisão com Deteção de Peões e Ciclistas tem agora capacidade para atuar sobre os travões no caso de detetar ciclistas, mesmo à noite, recorrendo à iluminação os faróis.

Outro ponto importante é o equipamento de série, onde se destacam os packs Conforto, Driver Plus, Winter e Família, Sistema de Navegação Premium com B&O Play, FordPass Connect e Carregador sem fios, bem como teto panorâmico e sistema de chave inteligente, entre outros.

A versão testada, a 1.5 TDCi 120 cv SW, tem 300 Nm de binário e emissões de CO2 previstas de 147 g/km.

Na nossa experiência, conseguiram-se 6,4 l/100 km em vários tipos de percurso, com uma preponderância grande para circuito urbano. O Focus é um carro com uma condução leve, graças ao motor 1.5 e à sua grande agilidade. Para isto, ajuda também o facto de a caixa automática de oito velocidades responder bem a todas as situações exigidas.

No final, o Ford Focus não perdeu a sua identidade, tendo agora os seus principais valores no conforto e dinâmica, bem como num dos melhores e mais simples interfaces de controlo de toda a indústria automóvel.

A capacidade da mala, com uma plataforma que lhe permite ganhar mais alguns litros, está dentro do esperado no segmento. Pena apenas os consumos um pouco elevados.

Impressões

O Ford Focus é um carro que, por vários motivos e injustamente, tem perdido o seu protagonismo para os pares de construtores alemães e franceses.

Contudo, dadas as suas qualidades não fica atrás de nenhum deles e tem aspetos muito próprios. O primeiro deles é o conforto a bordo.

A Ford parece ter acertado em cheio com os materiais escolhidos e com a ergonomia dos bancos, fazendo com que sejam eficientes, sem deixar de ser confortáveis. Outro aspeto é o sistema de infoentretenimento, que tem apenas o essencial e de acesso simples.

 

Ficha de Produto: Preço, rendas, consumo e motor

  • Preço:

30.719 Euros*

  • Rendas:

583,15 €/mês (36m)*

546,53 €/mês (48m)*

 

  • Consumo médio e emissões:

4,7 l / 100Km / 122 gCO2/km*

  • Dados do Motor:

4 / 1.500 cc

120 / ???? cv/rpm

300 / 1.750 Nm/rpm

(*) Valores LEASEPLAN. Quilometragem anual contratada: 30.000 – Serviços incluídos: aluguer/iuc/ seguro (franquia 4%)/manutenção/ gestão de frota/ pneus ilimitados/ veículo de substituição – quilometragem técnica máxima: 200.000 kms