Pioneiro no mercado dos SUV urbanos, o novo Renault Captur ganha linhas mais modernas e dinâmicas, fica mais habitável graças a uma revolução do interior que lhe aumenta a funcionalidade, recebe mais tecnologia e uma versão plug-in com 45 km de autonomia eléctrica.

Assentando sobre um novo chassis proveniente da plataforma CMF-B, o novo Captur:

  • Será o primeiro modelo Renault a beneficiar de uma motorização híbrida recarregável E-TECH Plug-in,
  • Recebe novo sistema multimédia conectado e o ecossistema Renault EASY CONNECT
  • Será um dos pioneiros, na introdução de tecnologias avançadas de assistência à condução que se democratizarão a todos os segmentos, rumo à condução autónoma.

Gama de Motores

Designada “E-TECH Plug-in”, a partir de 2020 haverá uma motorização híbrida recarregável desenvolvida no seio da Aliança, com capacidade para circular em modo eléctrico durante 45 quilómetros, a uma velocidade até 135 km/h.

Recorrendo a um motor a gasolina de 1,6 litros, esta unidade partilhada com o novo Renault Clio contém dois motores elétricos alimentados por uma bateria de 9,8 kWh.

Associada a uma inovadora caixa de velocidades multímodo e dotada de filtro de partículas, esta mecânica conjuga a assistência elétrica para assegurar maior eficiência da unidade a gasolina com a capacidade de recuperação de energia quando as condições de condução o permitem.

Associados a caixa manual de 5 ou 6 velocidades ou a uma caixa automática de dupla embraiagem de 7 velocidades, há motores a gasolina de 100 a 155 cv e a gasóleo entre 95 e 115 cv.

Motores a gasolina:

  • TCe 100: bloco de 3 cilindros turbocomprimido. Com 100 cv e 160 Nm de binário, mais 10 cv e 20 Nm relativamente ao TCe 90. Associado a uma caixa manual de 5 velocidades, pode ser combinado com um sistema GPL
  • TCe 130 FAP: 130 cv e 240 Nm, associado a uma caixa manual de 6 velocidades ou a uma caixa automática de 7 velocidades e dupla embraiagem com patilhas no volante
  • TCe 155 FAP: 155 cv e 270 Nm. Caixa automática de 7 velocidades e dupla embraiagem, patilhas no volante e modo Sport do sistema MULTI-SENSE.

Motores a gasóleo:

  • 1.5 Blue dCi 95 e 115: otimizado para cumprir as novas normas antipoluição com integração de um sistema de redução catalítica seletiva (SCR), é proposto com 95 cv/240 Nm e caixa manual de 6 velocidades e 115 cv/260 Nm com caixa manual de 6 velocidades ou caixa automática de 7 velocidades e dupla embraiagem com patilhas no volante.

Ajudas à condução

A nova arquitetura elétrica e eletrónica da plataforma CMF-B permite incluir sistemas de ajuda à condução mais complexos, desde a câmara 360° e sistema de travagem de emergência ativa com deteção de ciclistas e peões, até ao sistema de assistência à condução em autoestrada e trânsito (autonomia de nível 2), uma estreia nesta categoria de veículos.

Assim de série ou em opção, pode conter:

  • Sistema de assistência à condução em trânsito e autoestrada, que resulta da combinação do regulador de velocidade adaptativo (com Stop & Go) e o sistema de assistência na transposição involuntária de via. Ativo entre 0 e 160 km/h, este equipamento está disponível nas versões TCe 130 EDC FAP e TCe 155 EDC FAP e será igualmente proposto com o motor E-TECH Plug-in.  Esta assistência à condução permite parar e retomar a marcha, automaticamente, no tempo de 3 segundos, sem qualquer ação por parte do condutor
  • Regulador de velocidade adaptativo (ACC), integrado nas versões com caixa automática EDC. Nas versões com os motores TCe 130 EDC FAP e TCe 155 EDC FAP, o regulador de velocidade adaptativo do Novo Captur está associado à função Stop & Go. Quando o fluxo de trânsito é intenso, se for necessário parar totalmente, o sistema pode imobilizar o automóvel, com toda a segurança, e retomar a marcha no tempo de 3 segundos
  • Regulador/limitador de velocidade equipa, de série, toda a gama
  • Comutação automática de luzes
  • Sistema de travagem de emergência ativa com deteção de ciclistas e peões (equipamento de série em todas as versões) Funciona tanto de dia como de noite
  • Alerta de ângulo morto
  • Reconhecimento de sinalização com alerta de excesso de velocidade: combina as informações de leitura dos painéis e os dados do GPS
  • Alerta para a transposição de via de rodagem e assistência à manutenção na faixa: funciona a partir dos 60 km/h (de série)
  • Sistemas de ajuda ao estacionamento: câmara 360°, deteção activa de veículos na traseira, durante a execução de manobras em marcha-atrás, como a sair de um lugar de estacionamento, sistema de alerta sonoro e…
  • Easy Park Assist: sistema de ajuda ao estacionamento em paralelo, em espinha ou na perpendicular. ). O condutor só precisa de se preocupar com os pedais e a caixa de velocidades, tanto para estacionar como para sair do lugar de estacionamento, já que o conjunto de sensores faz a gestão da direção do automóvel.

Revolução na habitabilidade e funcionalidade

Integrando as mais recentes tecnologias e equipado com os ecrãs de maiores dimensões da categoria, o novo Captur eleva a qualidade dos materiais utilizados e aposta numa nova arquitetura dos bancos.

Diferenças fundamentais no interior são:

  • Ecrã multimédia de 9,3´´ . Tablet vertical e levemente curvo, orientado para o condutor. Propõe um novo sistema multimédia conectado Renault EASY LINK ( multimédia, navegação e info entretenimento), mas também as regulações MULTI-SENSE e os parâmetros dos sistemas de ajuda à condução

  • Quadro de instrumentos digital: ecrã digital a cores, pode medir entre 7 e 10 polegadas. Permite personalizar a experiência de condução. A versão de 10 polegadas integra a navegação GPS no ecrã
  • Consola flutuante: sobrelevada permite uma melhor ergonomia do posto de condução e uma melhor preensão da alavanca de velocidades. Adopta, em algumas configurações, uma posição suspensa, que permite libertar espaço para novos locais de arrumação e novas funções, como a recarga por indução do smartphone. Esta consola flutuante ou “Flying Console” está associada à caixa de velocidades EDC do tipo «e-shifter» (sem cabo) e pode ser personalizada de acordo com os ambientes interiores;

  • Painel de bordo: totalmente revisto em termos ergonómicos, com teclas tipo “piano” e comandos do ar condicionado mais acessíveis;
  • Volante: mais pequeno, permite melhorar a visibilidade do quadro de instrumentos. Dispõe de novos comandos, mais completos e retro-iluminados;

  • Bancos com uma arquitetura totalmente nova. Oferecem um melhor poder de retenção, graças a um assento 15 milímetros mais comprido e a uma forma mais envolvente. O revestimento mais cavado da estrutura semiflexível melhora notavelmente o espaço disponível ao nível dos joelhos dos passageiros traseiros (+ 17 mm);
  • Bagageira: sobe para os 536 litros e, como no novo Clio, a caixa de graves do sistema de som premium BOSE, totalmente integrado no lado esquerdo, não interfere com o volume do porta-bagagens. Há ainda mais 27 litros de espaços de arrumação. O volume é modular, graças ao banco traseiro deslizante em 16 cm, e ao piso amovível, que permite obter uma configuração de dois planos. Graças a esta configuração, surge um piso quase plano com os bancos traseiros rebatidos, para oferecer um comprimento máximo de carga de 1,57 m.

Outros destaques e dimensões

O novo Renault Captur é mais comprido (4,23 m, ou seja, +10 cm) e possui uma maior distância entre eixos (2,63 m, +2 cm).

Os 11 centímetros ganhos no comprimento permitem mais 17 mm de raio ao nível dos joelhos nos lugares traseiros e mais 81 litros de volume de porta-bagagens.

Possui jantes de 18 polegadas.

O programa de personalização permite que a cor do tejadilho mantenha a cor da carroçaria ou adquira uma de quatro cores propostas: Preto Estrela, Laranja Atacama, Cinzento Highland e Branco Alabastro.

Também pode ser equipado com barras de tejadilho longitudinais, ou teto de abrir semi-panorâmico vidrado.

A personalização exterior pode ainda ser personalizada, com 3 cores possíveis para as proteções inferiores dos para-choques dianteiro e traseiro e as proteções inferiores das portas: Cinzento Highland, Branco Alabastro e Laranja Atacama.

A personalização do habitáculo pode adquirir um de 7 «packs» interiores:

  • 4 «packs» Azul Vollubilis, Azul Oceano, Laranja e Vermelho para decorar os arejadores e a base da alavanca de velocidades.
  • 3 «packs» Cinzento Claro, Cinzento Sellier e Laranja, para decorar as faces interiores das portas, o painel de bordo e os estofos.

A assinatura INITIALE PARIS é também proposta e distingue-se pelos detalhes cromados nos contornos das janelas, nas proteções inferiores das portas e na grelha dianteira. Os badges INITIALE PARIS decoram a grelha e o guarda-lamas dianteiro, havendo ainda jantes específicas de 18 polegadas. Há dois ambientes interiores à escolha: Preto Titânio e Cinzento Sable, com bancos em couro.

Carro global, o novo Captur passa a ser também comercializado na China, sempre sob a mesma designação, incluindo na Coreia do Sul.