A Bosch e a CATL (Contemporary Amperex Technology Co. Limited) assinam acordo de cooperação estratégica para o desenvolvimento de células de bateria de elevado desempenho para baterias de 48 volts.

A CATL vai projetar, desenvolver e fabricar as células para serem utilizadas em baterias de 48 volts da Bosch.

De acordo com Stefan Hartung, membro do Conselho de Administração e Presidente do Setor de Negócios de Soluções de Mobilidade da Bosch, a parceria com a CATL permite à Bosch “ter um especialista em células para baterias de iões de lítio como parceiro”.

“Iremos ampliar a nossa posição no mercado de baterias de 48 volts”, disse ainda o responsável.

Atualmente, várias construtoras automóveis já utilizam a bateria de 48 volts da Bosch.

As baterias de amanhã

A Bosch pretende, com esta nova tecnologia, “preparar todas as classes de veículos para requisitos futuros de emissões e conseguir disponibilizar hibridização acessível”.

“Essa hibridização de 48 volts será, certamente, o padrão mínimo no mercado automóvel de amanhã”, disse Hartung.

A Bosch espera que até 2025, quase 20% dos veículos novos em todo o mundo tenham um sistema de 48 volts e um conjunto de bateria a bordo.

Facilidade de integração

A primeira geração de baterias de 48 volts já começou a ser fabricada pela Bosch, na sua fábrica de Wuxi, na China. Segundo a Bosch, a bateria “é compacta e refrigerada de forma passiva”.

Baterias de 48 volts

Fica facilitada a instalação dessas baterias nos veículos, podendo assim os construtores prescindir de unidades de refrigeração adicionais.

“Estamos confiantes de que nossa bateria de 48 volts alcançará uma posição de liderança no mercado e tornará o híbrido de 48 volts acessível para o mercado de massas”, disse Hartung.

A Bosch salienta ainda que tem uma parceria com diversas construtoras com o objetivo de fornecer aos motoristas de veículos elétricos o acesso a cerca de 40 mil pontos de recarga espalhados por 8 países europeus através de aplicações.