Dados da ACEA (Associação Europeia dos Construtores Automóveis) dizem que a procura por ligeiros de passageiros cresceu 8,7% em outubro, tendo sido registadas 1.177.746 unidades.

Segundo a associação, este é um recorde, dado que desde 2009 que não se registavam valores tão altos no décimo mês do ano.

À exceção do Chipre e do Reino Unido, praticamente todos os mercados europeus registaram subidas. Os principais mercados: Alemanha (+12,7%), França (+8,7%), Itália (+6,7%) e Espanha (+6,3%) registaram aumentos.

Entre janeiro e outubro

Já no que respeita ao acumulado europeu, houve uma descida de 0,7% no registo de novos veículos ligeiros de passageiros, comparativamente a período homólogo de 2018.

A Alemanha mantém-se como o único mercado europeu a registar aumento nas vendas (+3,4%). Contrariamente, França desceu 0,3%, Itália caiu 0,8%, o Reino Unido contraiu 2,9% e Espanha registou uma quebra de 6,3% nas vendas.

Portugal

No nosso país, foram vendidos 15.649 ligeiros de passageiros em outubro, o que representa um aumento da procura em 12,2% face ao mesmo mês de 2018.

No que respeita aos dez primeiros meses do ano, foram vendidas 189.673 unidades. Tal número representa uma quebra de 3,5% em relação ao período homólogo de 2018.

Construtores

Quanto aos construtores, eis os resultados dos dez maiores construtores automóveis durante os primeiros dez meses de 2019:

  • Grupo Volkswagen: +0,9%
  • Grupo PSA: -0.5%
  • Ford: -3,2%
  • Grupo Renault: -1,0%
  • Grupo FCA: -9,2%
  • Nissan: -23,4%
  • Grupo Hyundai: +1,3%
  • Daimler: +3,8%
  • Grupo Toyota: +3,4%
  • Grupo BMW: +0,4%

As marcas

Relativamente às marcas mais vendidas na Europa, eis o seu comportamento entre janeiro e outubro do corrente:

  • Volkswagen: 1.440.977 unidades, -1,5%
  • Renault: 875.729 unidades, -6,8%
  • Peugeot: 807.302 unidades, -1,5%
  • Ford: 801.473 unidades, -3,2%
  • Opel/Vauxhall: 717.225 unidades, -4,5%
  • Mercedes-Benz: 727.440 unidades, +3,9%
  • BMW: 655.322 unidades, +0,2%
  • Audi: 610.385 unidades, -1,7%
  • SKODA: 615.780 unidades, +3,2%
  • FIAT: 555.663 unidades, -10,1%