O Puma é o novo SUV compacto da Ford. Um crossover que alia um design exterior atraente a uma capacidade de carga sem igual na sua classe. Com linhas elegantes, desportivas e sedutoras, o novo Puma apresenta uma linha de tejadilho baixa e inclinada, criando uma silhueta forte e facilmente reconhecível, resistindo assim à tendência dos perfis laterais mais salientes típicos dos crossovers.

 

Os guarda-lamas pronunciados reforçam o carácter desportivo do Puma. A secção dianteira apresenta faróis em “forma de canoa”, em posição elevada nos guarda-lamas, enquanto as luzes de nevoeiro, em LED, estão posicionadas logo abaixo e são integradas nas entradas de ar dianteiras tipo cortina. Estendendo-se para além da grelha dianteira, instantaneamente reconhecível, os faróis conferem ao Puma um design dianteiro arrojado e aerodinâmico, bem como uma expressão amigável.

Produzido na Roménia, o Puma chega a Portugal em janeiro de 2020 e faz parte da gama Ford de modelos SUV e crossover de inspiração SUV, na qual se incluem os modelos Fiesta Active, Focus Active, EcoSport, Kuga, Edge e o novo Explorer Plug-in Hybrid.

Novo Ford Puma

Arrumação

No novo Puma, a Ford disponibiliza o Ford MegaBox, um espaço de armazenamento versátil e profundo. Trata-se de uma solução de arrumação que oferece uma capacidade de 80 litros num espaço com 763 mm de largura, 752 mm de comprimento e 305 mm de profundidade. Como alternativa, o utilizador pode baixar a tampa para acomodar outro tipo de carga.

Rebatendo os bancos traseiros, é possível acomodar uma caixa com 112 cm de comprimento, 97 cm de largura e 43 cm de altura.

Relativamente ao piso da bagageira, este é ajustável e adapta-se a todas as necessidades de carga, permitindo ao utilizador dispor de três posições na zona de carga:

  • Na posição mais baixa, fica disponível o volume máximo de arrumação, com o Ford MegaBox dissimulado
  • Na posição mais elevada, a área abaixo aumenta, criando assim um piso de bagageira nivelado pela superfície plana do rebatimento dos bancos traseiros
  • Retirado, o fundo da bagageira pode ser colocado verticalmente nas costas dos bancos traseiros, permitindo uma capacidade total de 456 litros

De referir ainda a facilidade de acomodação de volumes no porta-bagagens graças à tecnologia mãos-livres, introduzida por primeira vez no seu segmento, permitindo abrir o porta-bagagens com um simples movimento de perna por baixo do pára-choques traseiro.

Conectividade

O condutor do Puma pode conectar o seu dispositivo móvel via Bluetooth ao sistema de comunicação e entretenimento Ford SYNC 3. O ecrã tátil de 8 polegadas, que pode ser operado por gestos de toque e deslizar, é compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

O SYNC 3 permite controlar funções de áudio, navegação e climatização, além dos smartphones conectados, utilizando apenas comandos vocais.

Novo Ford Puma

Já a tecnologia de modem integrado FordPass Connect torna o Puma num hotspot WiFi móvel com capacidade de conectar até dez dispositivos.

Através da app móvel FordPass, o condutor do novo Ford Puma pode utilizar o Localizador do Veículo, verificar o nível de combustível, o estado do alarme ou a vida útil do óleo, entre outros, trancar/destrancar as portas à distância e a função de arranque à distância (nas versões equipadas com transmissão automática de sete velocidades).

Acreditamos que o Puma vai mesmo entusiasmar os condutores europeus. Não nos poupámos a esforços para oferecer aos clientes a flexibilidade que tanto desejam, e o carro mais bonito que já tiveram”, diz Stuart Rowley.

Motorização

Depois de ter anunciado que todos os novos modelos lançados após o novo Focus contarão com uma opção eletrificada, a Ford decidiu equipar o novo Puma com a arquitetura mild-hybrid Ford, concebida de raiz para reduzir os consumos.

A tecnologia EcoBoost Hybrid vem reforçar o motor a gasolina EcoBoost de 1,0 litros com um sistema integrado motor de arranque alternador de 11,5 kW e comandado por correia (BISG: belt-driven integrated starter/generator).

O BISG é um sistema que substitui o alternador, permitindo a recuperação e o armazenamento da energia perdida durante a travagem e com o veículo em desaceleração. O BISG ajuda também a carregar um conjunto de baterias de iões de lítio refrigeradas a ar de 48 volts.

Atua como motor – integrado no motor de três cilindros, de baixo atrito, o BISG usa a energia armazenada para assistir o binário durante a condução normal e a aceleração. Além disso, faz ainda funcionar os acessórios elétricos do Puma.

O sistema mild-hybrid inteligente é proposto nas variantes de 125 e 155 cv. Mas porquê inteligente? Porque monitoriza continuamente a forma como o veículo está a ser utilizado, determinando assim quando e com que intensidade deve carregar a bateria. Esta é uma gestão que é feita com recurso a uma de duas estratégias:

  • Substituição do binário: aciona a funcionalidade de motor elétrico do sistema BISG e fornece até 50 Nm de binário, reduzindo a quantidade de trabalho do motor a gasolina. Este recurso melhora a eficiência de combustível até 9%. Para a versão de 125 cv, substituindo o binário, as emissões de CO2 começam nos 124 g/km, e o consumo de combustível situa-se a partir dos 5,4 l/100 km. Já na versão de 155 cv, as emissões de CO2 começam nos 127 g/km e o consumo situa-se a partir dos 5,6 l/100 km. Todos estes valores com base na norma WLTP
  • Complemento do binário: aciona a funcionalidade de motor elétrico do sistema BISG e aumenta o binário total disponível no grupo propulsor até 20 Nm acima do nível disponível apenas no motor a gasolina, em carga máxima. Além disso, disponibiliza até 50% mais binário em regimes baixos

Acreditamos que os clientes vão adorar a suave e rápida entrega de potência dos nossos propulsores EcoBoost Hybrid, da mesma forma que vão gostar de ir menos vezes ao posto de combustível”, diz Roelant de Waard, vice-presidente de Marketing, Vendas & Serviço da Ford Europa.

O Puma dispõe de uma gama de motorizações a gasolina (EcoBoost) e diesel (EcoBlue) que, conjugadas com o sistema Auto Start-Stop e uma transmissão manual de seis velocidades, reduzem os custos de utilização.

O motor EcoBoost 1,0 litros de 125 cv terá emissões de CO2 de 131 g/km e um consumo de combustível de 5,8 l/100 km, o que faz dele um modelo atrativo para frotas.

Novidade em motores de três cilindros é também o sistema de desativação de cilindros da Ford, que estará presente nos motores 1,0 litros EcoBoost e EcoBoost Hybrid do Puma. Este sistema desativa automaticamente um dos cilindros quando não é necessária a utilização de toda a capacidade do motor (exemplo: velocidade de cruzeiro ou desaceleração). São precisos apenas 14 milissegundos para o sistema desativar ou reativar um cilindro.

Disponível nas versões Titanium, ST-Line e ST-Line X

Na gama Titanium destaque para:

  • Sistema auxiliar de estacionamento atrás
  • Retrovisores recolhíveis
  • Sistema de navegação
  • Massagem lombar condutor/passageiro
  • Jantes de Liga Leve 17’’
  • Luzes ambiente
  • Computador de bordo a cores
  • Faróis de nevoeiro
  • Volante forrado a couro
  • Cruise Control
  • Ar Condicionado
  • Ecrã tátil de 8’’

Na gama desportiva ST-Line, destaque para:

  • Computador de bordo digital
  • Kit carroçaria Desportivo
  • Suspensão desportiva
  • Pedais em alumínio
  • Forro do tejadilho escuro
  • Botão Ford Power

Na gama ST-Line X o destaque vai para:

  • Vidros escurecidos
  • Jantes de liga leve 18”
  • Estofos Parcial Couro
  • Navegação Premium B&O
  • Ar condicionado automático
  • Limpa para-brisas automático
  • Ajuste do banco do condutor em altura

De destacar o Ford Co-Pilot360, que combina uma série de tecnologias que trabalham de maneira conjunta para uma condução mais segura e confortável:

  • Controlo de Velocidade Cruzeiro Adaptativo (com função Stop & Go em transmissão automática)
  • Reconhecimento de sinais e faixas de viação
  • Novo sistema de Informação de Perigos Locais, que pode informar o condutor de situações potencialmente perigosas na estrada antes de que sejam visíveis para o condutor
  • O assistente de travagem de emergência oferece uma maior agilidade de resposta perante obstáculos, como veículos parados, ou aqueles que circulem inesperadamente a uma menor velocidade, evitando colisões