A Mobi.e já apresentou o caderno de encargos para a concessão da exploração de postos de carregamento de mobilidade eléctrica.

O anúncio de procedimento n.º 14283/2019 revelado no portal dos concursos públicos estipula as condições de acesso ao mesmo, o prazo para entrega das propostas e os critérios mais importantes para a decisão de adjudicação: melhor relação qualidade-preço e critério relativo à qualidade.

O preço base do procedimento é de 1.664.000 euros (mais de 1,6 milhões de euros)

Publicado a 27 de Dezembro de 2019 em Diário da República, o prazo para a apresentação das propostas é de 60 dias a partir desta data.

Luís Barroso, presidente da Mobi.e, disse anteriormente a intenção de concessionar 643 postos em 10 anos.

Os pontos de carregamento de veículos eléctricos seriam divididos por 11 lotes de postos de carregamentos lentos e semi-rápidos, podendo cada concorrente ficar no máximo com três lotes, afirmou na altura.

O concurso público estipula que o prazo para a apresentação de candidaturas termina pelo Carnaval e que o concurso deverá estar concluído pela Páscoa.