A Kia Ceed Sportswagon PHEV tem um preço de aquisição para empresas a partir de 27.490 euros + IVA (versão Drive).

Ao abrigo da Fiscalidade Verde, as empresas podem deduzir o IVA da aquisição de modelos “plug-in” e, por ficar dentro do 1.º escalão da Tributação Autónoma, sobre as despesas desta Ceed SW incide uma taxa de 5%, em vez dos 10% das versões com motor a gasolina ou a gasóleo com preço até 27.500 euros.

Promulgado Orçamento do Estado 2020: 1.º escalão da Tributação Autónoma até 27.500 euros

Este valor é válido apenas para empresas com NIF a começar por “50x xxx.xxx” refere a Kia Portugal, adiantando que o PVP para particulares começa no patamar dos 36.090 euros (preço com campanha de apoio à matricula de 3.900 euros, despesas administrativas e Ecotaxas não incluídas).

Depois do Niro e do Optima, este é o terceiro modelo da marca com este tipo de mecânica e a primeira versão plug-in da gama Kia Ceed. Segue-se o XCeed até ao final de 2020.

O sistema híbrido plug-in utiliza um motor eléctrico de 44,5 kW (60,5 cv) alimentado por uma bateria de 8,9 kWh, para uma autonomia combinada para 60 km (combinado, WLTP).

Como acontece no Kia Niro PHEV, em conjunto com o motor a gasolina de 1,6 litros (105 cv às 5.700 rpm), a Kia Ceed Sportswagon PHEV debita 141 cv às 6.000 rpm e tem um binário máximo de 265 Nm às 2.330 rpm. O sistema é comandado por uma caixa automática de 6 velocidades de dupla embraiagem (DCT).

O carregamento é feito através de uma ficha situada no guarda lamas dianteiro esquerdo. A partir de uma tomada doméstica de 220 V, utilizando o equipamento fornecido, ou num posto público com Ficha AC Tipo 2, a bateria de 8,9 kWh precisa de menos de 3 horas para carregar completamente, uma vez que a potência máxima de carregamento é de 3.3 kW.

No respeitante a consumos e emissões, os valores WLTP homologados variam de acordo com a dimensão da jante:

  • Pneus 16”: 1,3 l/100 km; 29 g/km CO2
  • Pneus 17”: 1,5 l/100km; 33 g/km CO2

Pode ver aqui aqui as características técnicas do Kia Ceed SW plug-in com maior detalhe

kia ceed phev

Face às versões puramente térmicas, o interior conhece algumas novidades ao nível da instrumentação: o novo painel de bordo digitalizado do Niro e do eSoul, atrás do volante, enquanto o ecrã central recebe software relacionado com o sistema electrificado, nomeadamente informações sobre carregamentos e desempenho energético.

Produzida na Eslováquia, esta Ceed Sportswagon é o primeiro modelo plug-in construído pela Kia na Europa e exclusivamente destinado a este mercado.

Como toda a gama, possui garantia de fábrica de sete anos ou 150 mil quilómetros, que abrange o conjunto da bateria e o motor elétrico.

kia ceed phevA colocação da bateria debaixo do banco traseiro reduz a capacidade da mala para 437 litros (até 1.506 litros com os assentos traseiros rebatidos), existindo um compartimento sob o piso da bagageira destinado à arrumação do cabo de carregamento e do kit anti-furo.

A Fleet Magazine foi a primeira publicação em Portugal a experimentar a nova Kia Ceed SW PHEV. Se já era fácil gostar desta carrinha com motor térmico, mais fácil ainda é ficar a gostar desta versão eletrificada. A experiência do ensaio manteve a ideia de ser um modelo essencialmente familiar, não diferindo muito das versões térmicas no que se refere ao conforto e à condução. Estas são as impressões que resultaram desse ensaio.

ENSAIO: Kia Ceed Sportswagon PHEV. Um “Plug-In” com 5% de TA

kia ceed phev