Durante o estado de emergência vigente, a Ford Lusitana vai ceder dez veículos da sua frota à Cruz Vermelha Portuguesa, ao abrigo do movimento #EuAjudoQuemAjuda criado pela instituição.

A Ford cede assim três Puma Hybrid, um Kuga, três Focus, um Mondeo, um Galaxy de sete lugares e uma Range Raptor dedicada ao transporte de grandes quantidades de alimentos.

Novo Ford Kuga disponível com motorizações a gasolina, diesel, Mild-Hybrid, Plug-In Hybrid e Full-Hybrid

O movimento #EuAjudoQuemAjuda da Cruz Vermelha foi desenvolvido para financiar os meios necessários para o desenvolvimento de iniciativas, projetos e operações no âmbito da saúde e apoio humanitário durante o surto do novo Coronavírus (COVID-19).

Os Ford em questão estão identificados com a imagem da Cruz Vermelha Portuguesa e vão garantir a mobilidade do pessoal da instituição nas operações logísticas inseridas no quadro da prevenção e controlo da pandemia. A ação abrange o apoio a mais de 47 mil famílias e 3.900 idosos vulneráveis.

A marca diz que, consoante as necessidades identificadas numa segunda fase, a sua rede de concessionários poderá colocar à disposição da Cruz Vermelha Portuguesa os veículos que tenha disponíveis espalhados por Portugal para fornecer suporte às atividades da Cruz Vermelha a nível local.

O acordo foi assinado de forma telemática por João Ferro, administrador delegado da Ford Lusitana, e Francisco George, presidente nacional da Cruz Vermelha Portuguesa, e tem efeitos imediatos.