Olá, caros leitores. Neste artigo endereçamos o incontornável contexto atual que afetou profundamente o sector da mobilidade automóvel, ilustrado na quebra abismal da venda de automóveis novos, com as empresas de rent-a-car em dificuldades como resultado do desaparecimento do turismo e os transportes públicos e partilhados a perderem utilizadores devido ao elevado risco de contaminação.

Assim, como não podia deixar de ser, neste artigo trazemos cinco sugestões sobre como adaptar a gestão da sua frota às circunstâncias e ao futuro de curto prazo, como forma de ajudar a ultrapassar os seus próprios desafios.

1. Prolongue a duração dos seus contratos de renting que terminam em 2020

Ganhe tempo e flexibilidade de gestão, especialmente importante em momentos de incerteza. Comprar ou alugar um veículo novo significa ficar com ele por três ou mais anos, para ser economicamente vantajoso. Além disso, com o encerramento de fábricas automóveis e a disrupção na cadeia de abastecimento de componentes, verificam-se atrasos nos prazos de entrega e até incerteza sobre novas datas. Além da vantagem de ganhar tempo, pode ainda ganhar poder negocial se juntar renovações de 2020 com as de 2021.

2. Reveja, em baixa, a quilometragem dos seus contratos de renting

Por força do confinamento, na maioria dos casos, a quilometragem percorrida acaba por ser reduzida e, no curto prazo, é expectável que se mantenha, abaixo do previsto inicialmente. Uma vez que a redução de quilometragem é acompanhada de uma redução do custo mensal, tem aqui uma oportunidade de poupança.

3. Se precisar de um veículo extra, opte por uma solução de curta duração e maior flexibilidade

  • Caso precise de aliar flexibilidade a custo, então pondere contratar renting de um veículo usado que, por princípio, apresenta um custo menor quando comparado com um novo e menor duração de contrato. Num usado, encontra rendas atrativas para 12 e 24 meses, enquanto que, num novo terá de recorrer a prazos de 36 ou mais meses para obter a renda ótima. Além disso, o renting de usados deverá apresentar cláusulas de rescisão antecipada mais leves.
  • Se precisar ainda de mais flexibilidade, mesmo que a um custo superior, existem soluções de curta duração (a partir de um mês), tanto por parte das empresas de rent-a-car como de gestoras de frota, como é o caso do FlexiPlan da LeasePlan, em que pode rescindir o contrato sem qualquer custo. São sempre mais onerosas que um contrato de renting novo ou usado mas mais económicas que um aluguer por termo incerto.

Estude a substituição dos automóveis atuais por soluções mais sustentáveis, como a hibridização ou eletrificação da sua frota

4. Reveja a sua política de frota e comunique muito regularmente com os seus condutores

  • Adie reparações e manutenções não essenciais, por exemplo danos na carroçaria que não impeçam a circulação, até porque é expectável que a capacidade das oficinas continue com limitações de capacidade instalada e porque têm de dar resposta a solicitações que foram adiadas.
  • Partilhe recomendações sobre como lavar e desinfetar o carro, pois é normal os seus condutores quererem ser autónomos devido ao receio em deixar o carro a lavar por outros.
  • Recomende a colocação de luvas, máscaras e desinfetante à base de álcool no carro e a utilização de roupa que reduza ou anule o contacto direto da pele com o carro (e.g. calças compridas). Pode encontrar vários conteúdos já prontos a utilizar em http://drive.leaseplan.pt.
  • Desperte-os para o especial cuidado com a segurança na estrada porque, com estradas menos ocupadas, há tendência a reduzir os níveis de concentração e respeito pelas regras de trânsito, nomeadamente o excesso de velocidade e a utilização de telemóvel.
  • Partilhe as novas regras de trânsito, em vigor desde 20 de abril de 2020 e que visam o aperfeiçoamento e a atualização da sinalização rodoviária.
  • Implemente formações online em condução ecológica e defensiva.

#NoStressPlan é a nova solução de renting da LeasePlan

5. Reveja a sua estratégia de frota

  • Aproveite a ocasião para revisitar a sua política de frota, ou para suscitar a discussão daqueles temas que já andava há algum tempo para visitar.
  • Estude a substituição dos automóveis atuais por soluções mais sustentáveis, como a hibridização ou eletrificação da sua frota. Embora tenha havido algum debate sobre o quanto são realmente melhores para o ambiente, para tentar aclarar esta questão, a Federação Europeia para os Transportes e Ambiente (T&E) fez uma nova análise ao ciclo de vida prospetivo, centrada na comparação das emissões de CO2 dos motores elétricos, diesel e gasolina para 2020 e 2030. Este estudo revelou que um veículo elétrico já é quase três vezes mais “limpo” do que um automóvel de passageiros equivalente com motor de combustão interna, e deverá tornar-se quatro vezes mais limpo até 2030, à medida que a economia da UE continuar a descarbonizar.
  • Suscite maior utilização de teletrabalho, pois os seus condutores não só ganham tempo para ser mais eficientes e estar mais tempo com as partes interessadas, como reduzem materialmente os custos para a sua empresa por via da redução da quilometragem percorrida, do consumo de combustível e da sinistralidade, ao mesmo tempo está a contribuir muito positivamente para a causa ambiental.

À medida que vamos abandonando as medidas mais restritivas de confinamento, começamos a aperceber-nos de que a forma como costumávamos trabalhar, consumir e viajar estão a mudar radicalmente. Esta crise, com um impacto sem precedentes na saúde e bem-estar económico das nossas comunidades, também está a obrigar-nos a rever e a repensar aspetos muito simples do nosso quotidiano. A forma como nos deslocamos é um deles.

Neste contexto, para um cenário de médio e longo prazo, vão ser necessárias novas abordagens e ferramentas para que seja possível corresponder às necessidades de mobilidade das sociedades em que vivemos e nós cá estaremos, como sempre, a seu lado, para navegar esta onda de mudança.

Esperamos que este artigo tenha sido esclarecedor e que contribua proativamente para tornar a gestão da sua frota mais eficiente.