A produção de ligeiros de passageiros em Portugal aumentou 10,9% em agosto (12.077 unidades), por comparação com o mesmo período de 2019.

Dados da ACAP – Associação Automóvel de Portugal revelam que, no acumulado, foi registada uma variação negativa de 34,2% na produção de ligeiros de passageiros (121.053 unidades) em Portugal. Muito longe dos números que Portugal registava em agosto de 2019, quando apresentava uma variação positiva de 20,8% (183.974 unidades) face aos primeiros oito meses de 2018.

A Autoeuropa continua a ser a principal responsável pela produção deste tipo de veículos no nosso país, com uma quota de produção de 90,3% durante o mês de agosto. No acumulado, a fábrica de Palmela representa 90,0% da produção nacional de ligeiros de passageiros.

Julho 2020: produção de ligeiros de passageiros caiu 32,1%. Comerciais com variação positiva de 4,4%

Comerciais ligeiros

Quanto a este tipo de veículos, foram produzidos mais 4,9% de comerciais ligeiros em Portugal durante o mês de agosto (2.815 unidades), com a fábrica de Mangualde a tomar para si 92,1% da totalidade. No acumulado, foi registada uma queda de 20% na produção (30.120 unidades).

A unidade fabril do grupo PSA foi responsável por 90,4% dos comerciais ligeiros fabricados em Portugal nos oito primeiros meses do ano.

Balança comercial

As exportações representam 99,4% dos veículos ligeiros de passageiros produzidos em Portugal no acumulado.

A Europa continua a ser o principal cliente da produção automóvel nacional, com 95,6%. Dos países europeus, a Alemanha ocupa o primeiro lugar, com 22,6%, seguida pela França, com 16,8%, Espanha (11,3%), Itália (10,9%) e por último o Reino Unido, com 7,9%.