A BMW apresentou a nova scooter elétrica Motorrad Definition CE 04. Desenvolvida e adaptada para atender às necessidades e exigências de mobilidade sustentável, a BMW Motorrad Definition CE 04 assenta no lema “Conectado à vida”.

Galeria de imagens

Este meio de transporte elétrico lançado pela BMW Motorrad surge para “redefinir o segmento de scooters”, diz a marca, que procura fornecer aos clientes uma scooter elétrica para profissionais que procuram meios de mobilidade limpa entre o seu domicílio e o seu local de trabalho, por exemplo.

De acordo com Alexander Buckan, a Motorrad Definition CE 04 é “um veículo que pode ser utilizado todos os dias na cidade” e a BMW tem “trabalhado intensamente no design do sistema de propulsão e armazenamento de energia, de forma a atender às necessidades do (…) cliente urbano que percorre distâncias curtas de aproximadamente 12 km por dia”.

Serviço de scootersharing eCooltra Empresas chega à cidade de Lisboa

A BMW Motorrad criou, para esta scooter elétrica, um banco corrido flutuante que permite deslizar sobre o motociclo, oferecendo assim uma ergonomia otimizada para motociclistas individuais.

A BMW Motorrad Definition CE 04 aposta na interação entre motociclo e equipamento do motociclista em termos de segurança e conforto. Ao utilizador é oferecida a possibilidade de se conectar com o seu meio envolvente através do seu smartphone, com um dispositivo integrado de 10,25 polegadas (o maior do segmento de scooters até agora).

Esta scooter elétrica tem luzes dianteiras de LED em forma de U, com um layout definido e contornos estreitos. Já as luzes traseiras foram integradas nos painéis laterais traseiros na forma de dois elementos de luz, em forma de C.

Segundo Edgar Heinrich, responsável de design da BMW Motorrad, “a mobilidade elétrica é um pilar central para o BMW Group”, sendo que a propulsão elétrica é um “tema atual” para a BMW Motorrad, sobretudo para o ambiente urbano.

“A Definition CE 04 é a continuação da estratégia de eletrificação para a mobilidade urbana e concretiza a ideia de como será um modelo de produção contemporâneo, com o qual levaremos a mobilidade elétrica de duas rodas em áreas. Metropolitanas a um novo patamar”, conclui o responsável.