A Volvo anunciou que vai montar motores elétricos na sua fábrica de Skövde, na Suécia.

A marca sueca vai estabelecer, nestas instalações, uma produção interna completa de motores elétricos a partir de 2025. Para esse efeito, está previsto um investimento de cerca de 680 milhões de euros.

O investimento da Volvo faz parte da sua estratégia de eletrificação, da qual faz parte o objetivo de atingir, até 2025, 50% das suas vendas mundiais com veículos 100% elétricos, sendo a restante quota preenchida com soluções híbridas.

“Ninguém sai a ganhar: nem as marcas, nem o consumidor, nem o ambiente”, diz a Volvo

Adicionar a produção de motores elétricos à unidade de Skövde significa que estas instalações com mais de 150 anos de história farão parte do futuro da empresa, diz a Volvo.

Numa primeira fase, a fábrica irá montar os motores elétricos. Numa fase posterior, a Volvo Cars pretende trazer todo o processo de fabrico dos motores para estas instalações.

O design e desenvolvimento dos motores elétricos da Volvo terão lugar em Gotemburgo, na Suécia, e em Xangai, China. A empresa inaugurou recentemente um laboratório para novos motores elétricos em Xangai, que se junta assim às instalações já existentes em Gotemburgo e aos laboratórios para baterias de ambos os países.

As atividades remanescentes da fábrica de Skövde, focadas na produção de motores de combustão interna, irão ser tranferidas para uma subsidiária da Volvo Cars, intitulada – PES – Powertrain Engineering Sweden.

A unidade fabril de Skövde foi a primeira fábrica de todo o grupo Volvo a atingir, em 2018, um impacto climático neutro nas suas operações. Todo o calor utilizado na fábrica provém da incineração de resíduos, biomassa e de biocombustíveis reciclados.

volvo motores elétricos

À imagem das restantes fábricas da Volvo, a unidade de Skövde utiliza ainda eletricidade gerada por fontes renováveis.