Em 2021, as taxas de portagens da rede de autoestradas Brisa vão manter-se iguais a 2020.

Esta é a garantia dada pela Brisa, que diz que as taxas de portagens da rede concessionada à Brisa Concessão Rodoviária (BCR) manter-se-ão inalteradas nos termos legais previstos no respetivo Contrato de Concessão.

A Brisa anunciou também um investimento de 55 milhões de euros na conservação e renovação de autoestradas – um valor que ultrapassa os 52 milhões de euros investidos no ano que passou.

Via Verde Eletric: 82 pontos de carregamento elétrico nas autoestradas da rede Brisa até final de 2021

Assim, e através da BCR, estão previstas as seguintes obras para 2021:

  • Continuação do alargamento do sublanço Águas Santas-Ermesinde (A4/A3);
  • Reformulação do nó de Ermesinde, na A4 – Autoestrada Porto/Amarante;
  • Beneficiação do pavimento nos Sublanços Torres Novas (A1/A23) – Fátima (A1), Elvas Poente – EN246 (A6) e Montijo – Pinhal Novo (A12);
  • Beneficiações localizadas no pavimento nas autoestradas A1/A2/A5;
  • Reabilitação de viadutos nas autoestradas A1/A2/A3;
  • Estabilizações de taludes nas autoestradas A1/A2/A9;
  • Instalações de barreiras acústicas nas autoestradas A1/A2/A4.