A Toyota apresentou o veículo e-Palette com sistema de gestão e operações de prestação de serviços de mobilidade autónoma.

O sistema de gestão apresentado pela marca permitirá o uso real do e-Palette (apresentado pela primeira vez em 2018), um veículo 100% elétrico pensado para aplicações de mobilidade Autono-MaaS para futuros serviços de mobilidade.

Previsto para serviços de mobilidade na Woven City, uma cidade futurista contectada, o e-Palette poderá também ser usado comercialmente.

Toyota anuncia o furgão compacto 100% elétrico Proace City Electric

O e-Palette é, segundo o presidente da Toyota, “um símbolo de mobilidade que vai além dos carros para fornecer serviços aos clientes e novas soluções”. O veículo foi concebido para ser um veículo autónomo e irá fornecer um serviço de transporte circular para atletas e equipas nas vilas olímpicas e paralímpicas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio de julho de 2021.

A Toyota vai realizar serviços de mobilidade “just-in-time” que “vão para onde é necessário, quando necessário e à hora necessária”. Assim, o sistema de gestão e operações para veículos e-Palette baseado na filosofia do Toyota Production System (TPS) será fornecido com novas funções na Plataforma de Serviços de Mobilidade da Toyota (MSPF) e compreenderá o Sistema de Gestão de Mobilidade Autónoma (AMMS) para a conectividade entre veículos e na e-Palette (e-TAP) uma plataforma para conectar aos telemóveis dos utilizadores.

Segundo a marca, o sistema reduzirá o tempo de espera do cliente bem como os níveis de congestionamento.