A Peugeot mantém-se líder nas matrículas em Portugal pelo segundo mês consecutivo.

Dados da ACAP mostram que em fevereiro, o Peugeot 208 foi o carro novo mais vendido no nosso país – uma das poucas soluções utilitárias a manter oferta diesel no mercado.

Fevereiro foi mais um mês de queda para o sector automóvel em Portugal. As matrículas de automóveis caíram 59% e é preciso recuar até fevereiro de 2020 para encontrar um saldo positivo nos registos no nosso país.

No acumulado dos dois primeiros meses do ano (tal como no mês de fevereiro), a Peugeot coloca três modelos no top 10 dos carros mais matriculados em Portugal. O Peugeot 2008 – recentemente ensaiado pela FLEET MAGAZINE – foi mesmo o carro com mais registos durante os primeiros meses do ano.

Nota positiva para o Opel Corsa – disponível nas versões térmicas e elétrica -, que da 13.ª posição verificada em janeiro subiu sete posições, para a dia 28 de fevereiro ser o sexto modelo mais matriculado em Portugal.

Também o Citroën C3 saltou da décima para a segunda posição no ranking das matrículas em Portugal durante o mês de fevereiro.

De notar a intromissão de alguns modelos SUV (2008, 3008, Captur e Arona) num top 10 nitidamente marcado pelas soluções mais compactas.