A Nestlé vai renovar integralmente a sua frota. Até 2024, a empresa vai substituir todos os ligeiros por veículos eletrificados, num total de mais de 465 carros.

A Arval, empresa que garantirá a gestão das viaturas, entregou recentemente as primeiras unidades 100% elétricas aos colaboradores da Nestlé.

O projeto de renovação da frota estará concluído em 2024. Até lá, e de acordo com as datas de finalização de contratos existentes, os carros de frota atualmente usados serão progressivamente substituídos por soluções híbridas plug-in e 100% elétricas.

Segundo Alexis Pinheiro, Workplace Solutions Manager da Nestlé Portugal, o projeto de eletrificação da frota faz parte do objetivo da empresa em atingir a neutralidade carbónica até 2050.

Além da renovação da frota, que representa uma redução de cerca de 1,8 mil toneladas de CO2 por ano, estão a ser instalados 72 postos de carregamento espalhados pelas diferentes unidades que a Nestlé tem em Portugal.

Numa primeira fase foram colocados postos de carregamento no edifício sede, em Linda-a-Velha, e nas fábricas de Avanca e Porto.

Todos os postos terão capacidade de 7,4 kW. O tempo estimado de carregamento é de cinco horas para os veículos 100% elétricos e duas horas para os híbridos plug-in.

Além dos postos de carregamento presentes na empresa, os novos condutores de veículos eletrificados da frota da Nestlé poderão utilizar toda a rede MOBI.E – o carregamento será feito através do contrato CEME celebrado com a Mobiletric.

Projeto além-fronteiras

Até 2022, no Brasil, a empresa espera adquirir cem automóveis eletrificados.

Trata-se de um investimento de 15 milhões de reais (perto de dois milhões e trezentos mil euros).

Ao todo, a empresa calcula que com esta iniciativa venha a reduzir até 5,7 mil toneladas de CO2 por ano no Brasil.

Assim, e numa primeira fase, a Nestlé espera eletrificar 10% da sua frota no Brasil, mas o plano é que em 2050 toda a frota esteja eletrificada.