A Galp e a Northvolt querem desenvolver a maior e mais sustentável fábrica de lítio da Europa.

Portugal poderá receber uma fábrica com capacidade de produção anual de até 35 mil toneladas de hidróxido de lítio, fruto de uma joint-venture agora estabelecida entre as duas empresas.

A joint-venture entre estas duas empresas vai chamar-se ‘Aurora’ e visa estabelecer um ponto de partida para o desenvolvimento de uma cadeia de valor integrada de baterias de lítio.

As operações daquela unidade, que ainda não tem localização definida, deverão iniciar-se até final de 2025 (com as operações comerciais a terem início em 2026), traduzem-se nos seguintes números:

  • Investimento de 700 mihões de euros
  • 1.500 empregos diretos e indiretos
  • Capacidade de produção de 50 GWh de baterias por ano (suficiente para 700 mil veículos elétricos)
  • Ao abrigo do acordo, a Northvolt garantirá um consumo de até 50% da capacidade da unidade para utilização no seu próprio fabrico de baterias

Diz a Galp que a fábrica utilizará um processo de conversão comprovado, aproveitando as recentes melhorias de processos e tecnologias, de forma a aumentar a sustentabilidade e a eficiência.

O projeto Aurora ambiciona ainda utilizar energia verde no processo de conversão, o que resultará na redução da dependência do gás natural (atualmente utilizado neste processo).

Tanto a Galp como a Northvolt dizem estar confiantes de que a Península Ibérica possui recursos que podem ser extraídos com uma baixa pegada de emissão de gases de efeito de estufa, o que assegurará, dessa forma, um valor sustentável a longo prazo.

Espanha vai receber a terceira gigafábrica de baterias do Grupo Volkswagen

Andy Brown, CEO da Galp, já disse que “esta é uma oportunidade única para reposicionar a Europa como líder numa indústria que será vital para reduzir as emissões globais de CO2”.

Paolo Cerruti, co-fundador e COO da Northvolt, por sua vez, diz que o desenvolvimento de uma indústria europeia de fabrico de baterias proporciona uma “tremenda oportunidade” económica e social para a região.