A Stellantis iniciou uma ronda de negociações exclusivas com o BNP Paribas Personal Finance (BNPP PF), com o Crédit Agricole Consumer Finance (CACF) e com o Santander Consumer Finance (SCF).

O objetivo? Criar um grupo líder em aluguer operacional/renting e com isso proporcionar aos clientes, concessionários e distribuidores das marcas Stellantis atividades de financiamento, nas palavras do grupo automóvel, “consistentes e atrativas”.

Os acordos poderão vir a ser assinados durante o primeiro trimestre de 2022, diz a Stellantis.

Em termos mais concretos, o grupo automóvel pretende:

  • Criar uma empresa de aluguer operacional/renting multimarca. Aí as empresas Stellantis e CACF vão deter, cada uma, uma participação de 50%, resultante da combinação dos negócios da Leasys e da Free2Move Lease;
  • Reorganizar as atividades de financiamento em cada país onde a Stellantis está presente através de joint-ventures estabelecidas com o BNPP PF ou o SCF. Estas joint-ventures vão gerir as atividades de financiamento de todas as marcas do grupo automóvel.

E destas negociações podem surgir mais alterações:

O CACF iria adquirir as participações de 50% no FCA Bank e na Leasys Rent (atual propriedade da Stellantis).

FCA Bank adquire empresa portuguesa Sadorent

O entendimento é o de que estas entidades continuariam a operar as suas atividades de financiamento com outros fabricantes, principalmente ao abrigo dos acordos de marca branca existentes e futuros.

O BNPP PF tornar-se-ia no parceiro exclusivo da Stellantis para financiar as atividades de financiamento na Alemanha, Áustria e Reino Unido (excluindo aluguer operacional/renting de B2B).

Quanto ao SCF, através de um acordo comercial em Portugal, tornar-se-ia no parceiro exclusivo da Stellantis para as atividades de financiamento.

Estas operações deverão estar concluídas durante a primeira metade de 2023, uma vez obtida a autorização necessária das autoridades relativas à lei da concorrência e entidades reguladoras no mercado.