Carregar carros elétricos na via pública recorrendo apenas a um QRCode. Este é o objetivo da miio e da Power Dot, que arrancaram com um projeto piloto que vai permitir carregamentos ad hoc em Portugal.

Ambas as empresas dizem querer alcançar um total de 500 carregadores até final de 2022 com esta funcionalidade.

Os carregadores disponíveis com esta função estarão identificados na app miio. O utilizador saberá assim qual o carregador Power Dot que permite realizar um carregamento ad hoc através do QRCode.

Esta medida vai permitir a qualquer condutor de veículo elétrico carregar o seu carro na rede pública sem precisar de ter um contrato com um Comercializador de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica.

O condutor tem apenas de dirigir-se a um posto, fazer a leitura do QRCode, inserir o cartão de crédito que quer utilizar e dar início ao carregamento, que é pago de forma automática nesse momento.

Power Dot instala hub de carregamento elétrico no Oeiras Parque

Daniela Simões, CEO da miio, diz que esta parceria é um passo para simplificar a mobilidade elétrica em Portugal.

A responsável diz que a Power Dot foi a empresa que se destacou como “parceiro certo” para este projeto.

Já José Maria Sacadura, GM e co-fundador da Power Dot, diz que o objetivo da empresa é o de criar mais oportunidades para as pessoas carregarem os seus veículos.

A parceria com a miio, diz o responsável da Power Dot, visa dar a todos os utilizadores “uma experiência mais cómoda e simples, permitindo uma maior universalidade”.