A Citroën já só disponibiliza os modelos de passageiros Berlingo, Jumpy Combi e SpaceTourer nas suas versões 100% elétricas.

A partir deste mês, e no mercado europeu, os clientes particulares e profissionais que procuram este tipo de veículos multiusos passam a encontrar apenas as suas versões alimentadas a bateria: ë-Berlingo, ë-Jumpy Combi e ë-SpaceTourer.

A eletrificação da marca francesa do grupo Stellantis avança a bom rumo nestas versões de passageiros, embora não contemple os comerciais ligeiros, que além das versões 100% elétricas mantêm as tradicionais motorizações diesel.

Citroën ë-C4 com mais autonomia

A marca garante, no entanto, que o Grand C4 SpaceTourer, de até sete lugares, continua presente na sua gama, na versão térmica.

Há agora sete veículos de passageiros Citroën com soluções eletrificadas em Portugal.

Os três exclusivos elétricos para a Europa

ë-Berlingo

Citroën

  • Motor elétrico de 136 cv
  • Velocidade máxima limitada a 130 km/h
  • Bateria de iões de lítio de 50 kWh de capacidade
  • Autonomia máxima de 280 km
  • 30 minutos para carregar 80% da bateria num posto de 100 kW
  • 7 horas para carregar 100% da bateria numa Wallbox monofásica de 7,4 kW

ë-SpaceTourer

  • Monovolume com três configurações de carroçaria possíveis
  • Dois níveis de autonomia: 230 km com a bateria de 50 kWh ou 330 km com a bateria de 75 kWh
  • Mesma capacidade de carregamento do ë-Berlingo

ë-Jumpy Combi

  • Ideal para profissionais e empresas com atividades de transporte de pessoas
  • Pode acomodar até 9 pessoas a bordo
  • Inúmeras configurações de bancos possíveis
  • Volume de 5,3 metros cúbicos (tamanho M) até 6 metros cúbicos (tamanho XL)
  • Mesmas características elétricas do ë-SpaceTourer