Chama-se “Positive Motion” e é a nova estratégia da Cepsa, que tem como objetivo converter-se numa empresa líder em mobilidade e energia sustentável na península ibérica.

Assim, até 2030, a empresa espera investir entre sete e oito mil milhões de euros, dos quais 60% serão destinados, já a partir de 2023, a negócios sustentáveis.

Da estratégia e compromisso da Cepsa com a redução de emissões resulta um plano que fará com que em 2030, a empresa consiga reduzir as suas emissões de CO2 em 55%, face a 2019. O objetivo de zero emissões em 2050 também está em cima da mesa.

A visão de negócio Cepsa Positive Motion

Composta por dois ecossistemas: mobilidade sustentável e new commerce e energia sustentável.

cepsa
“Vamos fazer parcerias com os nossos clientes para desenvolver soluções de descarbonização para as suas necessidades energéticas e, claro, também abordaremos a nossa própria pegada de carbono”, diz Maarten Wetselaar, administrador-delegado da Cepsa.

Mobilidade sustentável e new commerce

Descarbonização do transporte rodoviário e mobilidade do cliente final. Duas vertentes que, segundo a Cepsa, têm um papel fundamental na sua nova estratégia.

Em conjunto com a Endesa, a Cepsa diz estar a preparar-se para desenvolver “o maior ecossistema de mobilidade elétrica em Portugal e Espanha”.

Como?

Vai desenvolver uma rede de carregamento ultrarrápido em estrada, que atingirá um rácio mínimo de um carregador de 150 kW a cada 200 km nas principais estradas e vias interurbanas.

Também o hidrogénio verde no transporte rodoviário vai ser uma realidade com o projeto Positive Motion da Cepsa. Até 2030, a empresa espera ter um posto de abastecimento a cada 300 km, nos corredores que ligam Espanha à Europa.

Já os postos de abastecimento Cepsa também vão ser alvo de uma transformação para espaços digitalizados, oferecendo uma variedade de serviços que vão desde a restauração, à parafarmácia e ao e-commerce, com pontos de recolha de encomendas e serviços de lavagem sustentável de veículos.

Cartão Cepsa StarRessa ganha funcionalidade Dual que permite dois métodos de pagamento

Energia sustentável

O segundo grande ecossistema da estratégia Positive Motion da Cepsa assenta na aceleração da descarbonização dos clientes industriais, quer do transporte aéreo e marítimo, quer da própria companhia, através da produção de, por exemplo, hidrogénio renovável e biocombustíveis.

A produção de hidrogénio verde em Espanha e Portugal também está nos planos da empresa, que espera, em 2030, atingir uma capacidade de 2 GW.

Com este esforço, a Cepsa espera tornar-se “numa referência” na importação e exportação desta energia para o continente europeu, Áfria e Médio Oriente.

A Cepsa espera ainda liderar o fabrico de biocombustíveis com uma produção de 2,5 milhões de toneladas por ano, especialmente para descarbonizar o transporte aéreo, produzindo 800 mil toneladas de SAF (combustível sustentável para aviação).

Refinarias transformadas em Energy Parks

Esta é outra das apostas da Cepsa. A empresa vai converter as suas refinarias em parques energéticos diversificados e sustentáveis.

No que respeita a energias renováveis, a Cepsa vai desenvolver um portfólio de projetos de energia solar e eólica para o seu próprio consumo, com uma capacidade de 7 GW, dos quais 1,5 GW já têm ligação à rede.

Localizados na Andaluzia, estes parques energéticos tornar-se-ão na porta de entrada da Europa para a exportação de hidrogénio verde.