Em 2026, toda a gama de ligeiros de passageiros da Ford na Europa será elétrica – composta por veículos zero emissões (PHEV ou BEV).

Em 2030, a Ford assume o compromisso: ser uma marca 100% elétrica.

Mas não são só os ligeiros de passageiros. Já em 2024 a marca espera que toda a sua gama de comerciais ligeiros (VCL) seja composta por PHEV ou BEV.

Não tão ambiciosos como nos ligeiros de passageiros, a Ford espera, em 2030, que dois terços dos seus VCL sejam soluções PHEV ou BEV.

Ford entra em modo full hybrid e apresenta híbridos S-MAX e Galaxy

Centro de Eletrificação Ford Colónia

Parte desta estratégia passa pelo investimento de perto de 830 milhões de euros num novo centro de produção de VE na cidade alemã de Colónia.

A atual fábrica alemã – um dos maiores centros europeus de produção da marca e a “casa” da Ford Europa – será transformada no (já batizado) Centro de Eletrificação Ford Colónia.

Esta unidade será responsável pela introdução do primeiro Ford 100% elétrico de passageiros totalmente construído na Europa.

Este carro chegará às mãos dos consumidores europeus em 2023, assume a marca.

“O anúncio de transformar a fábrica de Colónia – a nossa base de operações na Alemanha há 90 anos – é talvez o mais importante feito de há anos para cá e sublinha o compromisso com a Europa e com um futuro elétrico”, diz Stuart Rowley, presidente da Ford Europa.

Também o crescimento da unidade de negócios de VCL da Ford é fundamental para o lucro da empresa, que e apoia em parcerias estratégicas com a Volkswagen, por exemplo, para a criação de um carro elétrico assente na plataforma MEB do grupo alemão.

“Estamos a mudar para um futuro 100% elétrico na Europa”
– Stuart Rowley