A GEODIS investiu numa frota IVECO alimentada a gás natural comprimido (GNC) para entregas urbanas em França.

Com o objetivo de reduzir a poluição e a perturbação sonora, a GEODIS assinou um acordo que integra 200 unidades IVECO com tecnologia de GNC que serão alimentados a biogás.

Da encomenda fazem parte 107 IVECO Daily e 93 IVECO Eurocargo alimentados a BioGNV, um combustível que, segundo a marca, reduz as emissões de CO2 até 95% e oferece o mesmo desempenho de uma solução diesel.

Além disso, em comparação com um veículo Euro VI-E Diesel, as emissões de partículas finas são reduzidas em 95% e as emissões de dióxido de azoto (NO2) em 90%.

Marie-Christine Lombard, CEO da GEODIS, diz que este investimento vai tornar o transporte rodoviário mais ecológico no último quilómetro e, por consequência, contribuir para a descarbonização do sector.

Novo portal IVECO ON para gestores de frota e motoristas de empresas

A GEODIS quer alcançar um transporte 100% livre de carbono para os centros das 35 maiores cidades francesas em três anos.

“Esta encomenda de 200 veículos é um passo importante que marca o nosso compromisso de reduzir as emissões de CO2”, diz Stéphane Cassagne, vice-presidente executivo de Distribuição & Negócios da GEODIS.

Já do lado da IVECO, Emilio Portillo, diretor executivo da IVECO França, refere que, com esta solução, que “cumpre o triplo objetivo” de proteger a saúde, o clima e a qualidade de vida na cidade, os veículos IVECO “tornaram-se a referência para os transportadores que já estão comprometidos com a transição ecológica”.