O grupo PSA prepara-se para reforçar a sua ofensiva elétrica com a nova plataforma mundial eVMP (electric Vehicle Modular Platform).

Com a eVMP, o grupo passará, até 2025, a dispor de duas plataformas multienergias e duas plataformas 100% eletrificadas para acompanhar o desenvolvimento das suas soluções de e-mobilidade.

A estrutura eVMP destina-se aos veículos elétricos dos segmentos C e D (berlinas e SUV) que serão lançados a partir de 2023.

eVMP

Segundo o grupo PSA, a eVMP permitirá alcançar autonomias (em ciclo WLTP) até 650 km e uma capacidade de armazenamento de até 50 kWh por metro, disponível entre os eixos.

Grupo PSA e Punch Powertrain renovam parceria estratégica de eletrificação

O objetivo do grupo é claro: posicionar esta plataforma como “referência no mercado de veículos elétricos”, oferecendo uma solução adaptada a todas as necessidades de mobilidade.

De acordo com a PSA, a eficiência da eVMP assenta na otimização dos custos de Investigação & Desenvolvimento (I+D) e de industrialização, otimização essa conseguida através do recurso a diferentes subconjuntos e a potentes módulos de baterias já existentes. O processo industrial foi estudado para se conseguir obter o máximo de sinergias com os meios existentes nas fábricas do grupo.

Nicolas Morel, diretor de Investigação e Desenvolvimento do grupo PSA, diz que, “com a plataforma eVMP, o grupo PSA dá uma nova demonstração da sua capacidade de inovação”.

Uma plataforma desenvolvida com o intuito de fazer chegar “tecnologias líderes e acessíveis” aos clientes do grupo, diz Morel, que acrescenta que “esta plataforma mundial permitirá propor veículos que respeitam o meio ambiente”.