Faz exatamente dois anos que Luca de Meo, na altura recém-apontado CEO da Renault, apresentou o plano estratégico Renaulution.

Nele residia a promessa de uma Renault mais forte, evoluída e digital, com desejos de recuperação e restauro da imagem da marca, mantendo sempre o foco na rentabilidade.

Agora, 730 dias depois, chega a Portugal o reflexo ótimo dessa estratégia: o Austral, um SUV Tech que, nas palavras de Hugo Barbosa, diretor de Comunicação da Renault Portugal, representa o ataque da marca ao segmento C, no qual o Arkana e o Mégane E-TECH Electric já deram os primeiros passos.

Renault Arkana: ares de SUV em corpo de Coupé

Renault Austral: o SUV estatutário

Para quem procura um SUV estatutário, o Austral é a escolha certa.

Este é o primeiro carro Renault a beneficiar das vantagens da terceira geração da plataforma CMF-CD da Aliança, que foi concebida para suportar diferentes tipos de hibridização e que vem transformar por completo as gamas das marcas da Aliança.

Assim definido pela Renault, o Austral apresenta-se ao mercado português apenas em versões eletrificadas:

  • E-TECH Hybrid 200, com motor de gasolina 3 cilindros 1.2 litros turboalimentado de 130 cv, que aliado a um motor elétrico de 50 kW, garante uma potência conjunta de 200 cv. Caixa automática multimodo e uma bateria de 1,7 kWh (400 V). Consumos na ordem dos 4,6 l/100 km e emissões de 104 gCO2/km;
  • Mild Hybrid 160 Auto, com motor de gasolina 4 cilindros 1.3 litros turboalimentado de 160 cv. Caixa de velocidades automática e uma bateria de 12 V (0,15 kWh de capacidade). Os consumos cifram-se nos 6,2 l/100 km, sendo as emissões de 141 gCO2/km;
  • Mild Hybrid 140, com motor a gasolina 4 cilindros 1.3 litros turboalimentado de 140 cv. Caixa manual de seis velocidades e bateria de 12 V (0,15 kWh de capacidade). Consumos de 6,1 l/100 km e emissões de CO2 de 138 g/km;
  • Mild Hybrid 140 Auto, com motor a gasolina de 4 cilindros 1.3 litros turboalimentado com 140 cv de potência. Caixa de velocidades automática e bateria de 12 V (0,15 kWh de capacidade). Consumos de 6,2 l/100 km e emissões de 140 gCO2/km.

Ao longo de dois dias, a FLEET MAGAZINE teve a oportunidade de conduzir o novíssimo Renault Austral e as primeiras impressões são as de um carro extremamente equilibrado, com uma posição de condução elevada e confortável, e um desempenho híbrido irrepreensível: embora a marca anuncie 4,6 l/100 km de consumo médio na versão E-TECH Hybrid, conseguimos uma média de 5,1 l/100 km ao longo dos dois dias de condução, o que para um carro híbrido com perto de 1.620 kg é significativo.

Mas se há um Austral híbrido, porque não um plug-in?

A Renault é clara na resposta a esta pergunta. Conforme diz Hugo Barbosa, “a Renault já estava a antecipar o que veio a acontecer na Alemanha [o fim dos incentivos fiscais aos PHEV]. Por isso, neste momento, a Renault já só pensa em full hybrid e não está previsto, para já, no Austral, embora a plataforma o permita fazer”.

O sistema 4CONTROL Advanced

A facilidade em manobrar este automóvel é outro aspeto a destacar. Mesmo nas mais apertadas e sinuosas ruas de Faro, o Austral comportou-se com mestria. A isso se deve também o 4CONTROL Advanced, o sistema de quatro rodas direcionais opcional apenas na versão E-TECH Hybrid 200, e que garante um diâmetro de viragem de 10,1 metros.

Quando equipado com este sistema, o Austral conta com um eixo traseiro multi-link que confere maior equilíbrio, conforto e estabilidade em todas as condições de condução.

No caso de circulação em estradas irregulares e sinuosas, o movimento vertical das rodas é gerido de forma a filtrar as irregularidades na superfície.

Acresce a isso a adição de um atuador de direção no eixo traseiro multibraços, que aumenta o ângulo de direção máximo das rodas traseiras (que giram em sentido contrário às dianteiras) para 5º. Tal traduz-se num diâmetro de viragem entre passeios mais curto “do que nos automóveis urbanos convencionais”, diz a marca francesa.

Sistemas Avançados de Auxílio à Condução (ADAS) são 32

Divididos por três categorias: Condução, Estacionamento e Segurança, estes sistemas foram pensados para garantir níveis de conforto de condução ótimos – verificados e testados na primeira pessoa pela FLEET MAGAZINE – ao mesmo tempo que mantêm o controlo do Austral a todo o momento, garantindo segurança a condutor e ocupantes, bem como aos demais condutores na estrada.

Assim, e do leque de ajudas à condução disponíveis no novo Renault Austral, destaque para:

  • Cruise Control Adaptativo (ACC);
  • Assistência Ativa ao Condutor (Active Driver Assist);
  • Assistência Ativa à Manutenção na Faixa de Rodagem (Lane Centering);
  • Reconhecimento de Sinais de Trânsito com Alerta de Velocidade (OSP);
  • Câmara 3D de 360º;
  • Assistência ao Estacionamento Automático (FAPK);
  • Aviso de Mudança de Faixa de Rodagem (LDW);
  • Aviso de Presença no Ângulo-Morto (BSW);
  • Assistência Ativa à Manutenção na Faixa de Rodagem (LKA);
  • Alerta de Presença no Ângulo-Morto;
  • Prevenção Ativa de Mudança de Faixa;
  • Travagem de Emergência Autónoma em Marcha-Atrás (AEB traseira);
  • Travagem Autónoma de Emergência (AEBS);
  • Alerta de Tráfego Atrás (CTA traseiro);
  • Saída Segura dos Ocupantes (OSE);
  • Tecnologia LED Adaptive Vision e modo de nevoeiro incorporado (AFS);
  • Matrix LED Vision.

Google onboard

Tecnologia (ou “tech”) a bordo é uma das bandeiras que a Renault se compromete a agitar durante os próximos anos.

Segundo a marca, o novo Austral “faz parte de um ecossistema onde o automóvel atua como o hardware que alberga um software de última geração e uma conectividade otimizada”.

E isso faz-se notar graças ao ecrã OpenR, que utiliza a terceira geração da plataforma Snapdragon Automotive Cockpit, da Qalcomm, e o processador octa-core, que pode suportar múltiplos ecrãs, conectividade de última geração e toda a tecnologia utilizada pelos sistemas ADAS.

Em termos de software, este ecrã OpenR, de fácil e intuitivo manuseamento, funciona com base no novo sistema OpenR Link com Google incorporado. Este sistema trabalha sobre a plataforma Android Automotive OS e, basicamente, é uma versão para automóvel do mesmo sistema operativo já utilizado por 75% dos utilizadores de smartphones Android em todo o mundo.

Não exclui, no entanto, a conectividade com Android Auto e Apple CarPlay, como plug-in ou sem fios.

Mas é esta integração com a Google que, na ideia da Renault faz todo o sentido. Se o intuito do utilizador é, quando utiliza qualquer função do seu smartphone, recorrer a aplicações Google, então é natural que se transporte isso para o carro, fundindo-o com o ecossistema digital do próprio condutor.

Assim, estão disponíveis navegação com Google Maps (embora também seja possível utilizar o Waze), a ajuda mãos livres com Google Assistant ou mesmo o catálogo de aplicações Google Play.

Serviços My Renault: o Austral à distância de um clique

Com a plataforma My Renault, há toda uma gama de serviços para uso quotidiano muito útil para, por exemplo, clientes empresariais que, através da app móvel, podem:

  • Encontrar o Austral num parque de estacionamento (com a função “localizar o meu veículo”);
  • Consultar o manual eletrónico do carro;
  • Encontrar a lista completa de equipamento;
  • Verificar à distância as leituras do painel de instrumentos;
  • Aceder a acordos de serviços;
  • Contactar um mecânico Renault ou mesmo marcar uma intervenção.

Importa referir que a maioria das funções da aplicação My Renault pode ser acedida e executada através do ecrã OpenR, de fácil manuseamento e acessibilidade, conforme pudemos comprovar.

renault austral

Garantia alargada. A confiança no produto

Ricardo Lopes, administrador-delegado da Renault Portugal, avança com uma novidade para toda a gama da marca vendida no nosso país: uma garantia de sete anos ou 150 mil km.

De acordo com Ricardo Lopes, esta é “uma afirmação de segurança e de tranquilidade” que a Renault quer transmitir aos condutores portugueses.

Estrutura da gama e preços do Renault Austral em Portugal

equilibretechnotechno esprit Alpineiconiciconic esprit Alpine
Mild Hybrid 14034.200 euros36.700 euros---
Mild Hybrid 140 Auto-37.700 euros---
Mild Hybrid 160 Auto--39.700 euros41.700 euros-
E-TECH Hybrid 200-41.700 euros43.200 euros45.200 euros46.200 euros

renault austral