Recentemente, a MOBI.E lançou o selo MOBI.Charger para os empresários dos sectores da restauração, hotelaria e pequeno comércio poderem ser titulares de um posto de carregamento elétrico nas suas instalações sem terem de pagar pelo consumo de energia.

De acordo com a MOBI.E, integrar a rede pública de carregamento elétrico e possuir o selo MOBI.Charger “é um sinal distintivo para os estabelecimentos comerciais e pode fazer a diferença na altura do cliente decidir”.

Ao consultarem o site da MOBI.E, os utilizadores de veículos elétricos (UVE) podem identificar quais os estabelecimentos comerciais que integram a rede, podendo assim planear a sua vida sem preocupações com o carregamento do seu carro elétrico.

Além disso, os parceiros MOBI.Charger não têm de suportar os gastos dos carregamentos dos clientes.

Aos clientes, basta uma app ou cartão de Comercializador de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica (CEME) para poderem fazer carregamentos.

Carros Elétricos: Tudo o Que Precisa de Saber. Guia Completo

O que é preciso para ser um MOBI.Charger?

  1. Instalar no espaço comercial um posto validado para a rede MOBI.E. O empresário pode contactar um Operador de Pontos de Carregamento (OPC) para instalar o posto
  2. Aderir à rede MOBI.E se quiser atuar enquanto Detentor de Posto de Carregamento (DPC). No caso de contratar um OPC, o OPC trata de todo o processo
  3. Ao aderir, recebe automaticamente o selo MOBI.Charger. A partir daí, o posto passa a estar identificado no site da MOBI.E, na lista de MOBI.Chargers e no mapa da rede

Atualmente já há 96 MOBI.Chargers em Portugal.

A iniciativa MOBI.Charger tem o apoio da POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos) e do Fundo Ambiental. Destina-se a todos os proprietários de espaços comerciais de pequena e média dimensão que tenham condições e pretendam disponibilizar aos seus clientes um serviço adicional de carregamento, através de um OPC ou diretamente, contactando um fabricante de carregadores.

Luís Barroso, presidente da MOBI.E, diz que promover a iniciativa dos selos MOBI.Charger é um orgulho para a rede pública, uma vez que junta a necessidade de recuperação económica das empresas das áreas da restauração, da hotelaria e do pequeno comércio, “depois de cerca de dois anos a lutarem contra o flagelo da pandemia, com o processo de combate às alterações climáticas”.

A rede MOBI.E tem uma cobertura geográfica superior a 98% dos municípios, uma rede com mais de 2.600 postos de carregamento e mais de 5.300 tomadas.

Atualmente, integra 27 CEME e 73 OPC.